A organização dos serviços de Atenção Primária à Saúde no Brasil

Carlos Eduardo Aguilera Campos

Resumo


Múltiplos aspectos relacionados à formulação de políticas, à construção do conhecimento e à implementação das práticas no setor de saúde interagem mutuamente e têm como produto a maneira como se prestam os serviços de saúde em certo contexto histórico ou, ainda, resultam na disponibilidade ou escassez de um determinado conjunto de ações e serviços de saúde. Compreender essas relações é fundamental para se avaliar a trajetória da política de saúde no país. O surgimento e a consolidação da rede básica voltada para as ações de Atenção Primária à Saúde no Brasil se materializaram por meio da criação de uma rede permanente de Centros de Saúde. A trajetória histórica desses serviços é analisada tomando-se como referência seus princípios organizativos e assistenciais, sua expansão em termos físicos e sua função no Sistema Público de Saúde. Por fim, são descritas as principais tendências atuais da Atenção Primária à Saúde no atual contexto do SUS, tanto do ponto de vista da organização quanto das suas funções e do financiamento.

Palavras-chave


Política de Saúde; Sistema de Saúde; Atenção Primária à Saúde

Texto completo:

PDF/A


DOI: http://dx.doi.org/10.5712/rbmfc2(6)36

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Indexada em:

   

 

 

 
Apoio:
RBMFC está sob licença Creative Commons Atribuição-Uso não-comercial 3.0 Brasil License.
Revista Brasileira de Medicina de Família e Comunidade (RBMFC)
ISSN 2179-7994 (Online) - 1809-5909 (Impresso)
rbmfc@sbmfc.org.br
Rio de Janeiro - RJ - Brasil