Acolhimento de imigrantes haitianos via integração ensino-serviço-pesquisa na atenção primária à saúde: relato de experiência

Neoma Mendes Assis, Letícia Lara Martins, Lêda Maria Mendes Souza, Ivone Aparecida Nicolao, Nathan Mendes Souza

Resumo


Este artigo objetiva relatar a experiência do acolhimento a uma comunidade de imigrantes haitianos pela Atenção Primária à Saúde (APS) no âmbito do ‘Internato de Atenção Integral à Saúde’ do curso de Medicina da Unifenas - BH. A experiência ocorreu no Centro de Saúde Novo Aarão Reis (CSNAR) mediante estratégia multifacetada de acolhimento do serviço composta por: 1) interlocução com entidade de apoio a imigrantes, o Centro Zanmi; 2) busca ativa e visitas domiciliares pela agente comunitária de saúde e internas de medicina, 3) aplicação de questionário; 4) apresentação dos resultados à comunidade de imigrantes haitianos, aos profissionais de saúde do CSNAR, à comunidade acadêmica da Unifenas - BH e a outros membros da comunidade interessados. Pelo contato com os primeiros haitianos identificados na comunidade, e por meio de busca ativa, outros foram encontrados e incluídos no estudo. Em conjunto com a aplicação dos questionários, foi possível avaliar o contexto em que estes se encontravam e, assim, buscar nas ferramentas da APS e do território formas de incluir esses imigrantes na comunidade e auxiliá-los em suas demandas. Este processo permitiu acolher a comunidade de imigrantes haitianos no CSNAR, otimizar seu cadastro no Sistema Único de Saúde, sensibilizar os profissionais de saúde para a importância do desenvolvimento de competência cultural e oportunizar intercâmbio de conhecimentos sobre o sistema de saúde haitiano e brasileiro.


Palavras-chave


Atenção Primária à Saúde. Acolhimento. Acesso aos Serviços de Saúde. Internato e Residência. Emigrantes e Imigrantes. Competência Cultural.

Texto completo:

PDF/A

Referências


Brasil. Constituição, 1988. Constituição da República Federativa do Brasil. Brasília: Senado Federal; 1988. [acesso 2015 Maio 9]. Disponível em: http://www.stf.jus.br/portal/constituicao

Andrade TMA. Da efetivação do direito à saúde no Brasil. 2010. [acesso 2015 Maio 9]. Disponível em: http://www.ambito-juridico.com.br/site/index.php?n_link= revista_artigos_leitura&artigo_id=9037

Brasil. Conselho Nacional de Secretários de Saúde - CONASS. Sistema Único de Saúde/Conselho Nacional de Secretários de Saúde. [Internet] Brasília, 2011. 291 p. (Coleção Para Entender a Gestão do SUS 2011, 1). [acesso 2015 Maio 9]. Disponível em: http://www.conass.org.br/colecao2011/livro_1.pdf

Brasil. Conselho Nacional de Secretários de Saúde - CONASS. Atenção Primária e Promoção da Saúde. Coleção Progestores - Para entender a gestão do SUS. Brasília, 2007. p. 8-232. [acesso 2017 Maio 31]. Disponível em: http://bvsms.saude.gov.br/bvs/publicacoes/colec_progestores_livro8.pdf

Lopes JMC. Princípios da Medicina de Família e Comunidade. In: Gusso G, Lopes JMC, orgs. Tratado de Medicina de Família e Comunidade. Princípios, Formação e Prática. Porto Alegre: Artmed; 2012. p. 1-11.

Takeda S. A Organização de Serviços de Atenção Primária à Saúde. In: Duncan BB, Schmidt MI, Giugliani ERJ, Duncan MS, Giugliani C. Medicina Ambulatorial. Condutas de Atenção Primária Baseadas em Evidências. Porto Alegre: Artmed; 2013. p. 19-32.

Universidade José do Rosário Vellano. Campus Belo Horizonte - UNIFENAS BH. [acesso 2015 Maio 2]. Disponível em: http://www.unifenas.br/medicinabh.asp?pasta=+BH-MED-11

Brasil. Ministério da Educação. Conselho Nacional de Educação. Resolução CNE/CES 3/2014, de 20 de junho de 2014. Diretrizes curriculares nacionais dos cursos de graduação em medicina. Brasília: Ministério da Educação; 2014.

Frenk J. Reinventing primary health care: the need for systems integration. Lancet. 2009;374(9684):170-3. DOI: http://dx.doi.org/10.1016/S0140-6736(09)60693-0

Soares CHA, Pinto VPT, Dias MSA, Parente JRF, Chagas MIO. Sistema saúde escola de Sobral - CE. SANARE. 2008;7(2):7-13. [acesso 2015 Jun 1]. Disponível em: http://sanare.emnuvens.com.br/sanare/article/view/26

Dias MAS et al. Secretaria de Saúde de Sobral: construindo um sistema aprendente. Rev Sustentação. 2007;19:32-3.

Frenk J, Chen L, Bhutta ZA, Cohen J, Crisp N, Evans T, Fineberg H, et al. Health professionals for a new century: transforming education to strengthen health systems in an interdependent world. Lancet. 2010;376(9756):1923-58. DOI: http://dx.doi.org/10.1016/S0140-6736(10)61854-5

Assis GO. A “diáspora” haitiana a rumo ao Brasil e os desafios à política migratória brasileira: migrantes indesejados? Florianópolis: FAED - Universidade do Estado de Santa Catarina; 2012.

Costa GA. Haitianos em Manaus: dois anos de imigração - e agora! Travessia Rev Migrante; 2012;70:91-8.

Silva S. Brazil, a new Eldorado for immigrants? The case of Haitians and the Brazilian immigration policy. Urbanities. 2013;3(2):3-18.

Fernandes D. Projeto “Estudos sobre a Migração Haitiana ao Brasil e Diálogo Bilateral”. Belo Horizonte; 2014. [acesso 2014 Dez 29]. Disponível em: http://obs.org.br/index.php?option=com_k2&view=item&id=746:projeto-estudos-sobre-a-migracao-XXXXXXXXXXahaitianahaitiana-ao-brasil-e-dialogo-bilateral&Itemid=130

Fernandes D, Castro MCG, Ribeiro C. Migração Haitiana para o Brasil: Minas Gerais como destino, a fala dos haitianos. Belo Horizonte; 2014. [acesso 2017 Jun 1]. Disponível em: http://diamantina.cedeplar.ufmg.br/2014/site/arquivos/migracao-haitiana-para-o-brasil.pdf

Organização Mundial de Saúde (OMS). Ação sobre os determinantes sociais da saúde: aprendendo com experiências anteriores. Genebra: Organização Mundial de Saúde; 2005. [acesso 2015 Abr 15]. Disponível em: http://publicaciones.ops.org.ar/publicaciones/piezas%20comunicacionales/cursoDDS/cursoport/Textos%20Completos/DSS%20-%20Aprendendo%20com%20experiencias%20anteriores.pdf

Prefeitura de Belo Horizonte. Secretaria Municipal de Saúde. Projeto de Qualificação da Infraestrutura da Atenção Primária à Saúde de Belo Horizonte. Caracterização do Sistema Atual. Documento complementar 1. [acesso 2015 Set 15]. Disponível em: http://www.pbh.gov.br/smsa/atencao_primaria/Documento_Complementar_1G_Oeste.pdf

Centro Zanmi, do Serviço Jesuíta a Migrantes e Refugiados. [acesso 2015 Jan 20]. Disponível em: http://www.cpalsocial.org/110.html

Brasil. Ministério da Justiça. Agência da Organização das Nações Unidas (ONU) para refugiados. Alto comissariado das nações unidas para refugiados - ACNUR. Cartilha para refugiados no Brasil. [acesso 2015 Jan 20]. Disponível em: http://www.acnur.org/t3/fileadmin/Documentos/portugues/Publicacoes/2015/Cartilha_para_solicitantes_de_refugio_no_Brasil_2015.pdf




DOI: https://doi.org/10.5712/rbmfc12(39)1210

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Direitos autorais 2017 Revista Brasileira de Medicina de Família e Comunidade

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - NãoComercial 4.0 Internacional.

 

Desenvolvido por:

Logomarca da Lepidus Tecnologia