Acolhimento de imigrantes haitianos via integração ensino-serviço-pesquisa na atenção primária à saúde: relato de experiência

  • Neoma Mendes Assis Curso de Medicina, Unifenas-BH
  • Letícia Lara Martins Curso de Medicina, Unifenas-BH
  • Lêda Maria Mendes Souza Curso de Medicina da UNIFENAS-BH
  • Ivone Aparecida Nicolao Centro de Saúde Novo Aarão Reis – Belo Horizonte (MG).
  • Nathan Mendes Souza Faculdade de Medicina, Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG)
Palavras-chave: Atenção Primária à Saúde. Acolhimento. Acesso aos Serviços de Saúde. Internato e Residência. Emigrantes e Imigrantes. Competência Cultural.

Resumo

Este artigo objetiva relatar a experiência do acolhimento a uma comunidade de imigrantes haitianos pela Atenção Primária à Saúde (APS) no âmbito do ‘Internato de Atenção Integral à Saúde’ do curso de Medicina da Unifenas - BH. A experiência ocorreu no Centro de Saúde Novo Aarão Reis (CSNAR) mediante estratégia multifacetada de acolhimento do serviço composta por: 1) interlocução com entidade de apoio a imigrantes, o Centro Zanmi; 2) busca ativa e visitas domiciliares pela agente comunitária de saúde e internas de medicina, 3) aplicação de questionário; 4) apresentação dos resultados à comunidade de imigrantes haitianos, aos profissionais de saúde do CSNAR, à comunidade acadêmica da Unifenas - BH e a outros membros da comunidade interessados. Pelo contato com os primeiros haitianos identificados na comunidade, e por meio de busca ativa, outros foram encontrados e incluídos no estudo. Em conjunto com a aplicação dos questionários, foi possível avaliar o contexto em que estes se encontravam e, assim, buscar nas ferramentas da APS e do território formas de incluir esses imigrantes na comunidade e auxiliá-los em suas demandas. Este processo permitiu acolher a comunidade de imigrantes haitianos no CSNAR, otimizar seu cadastro no Sistema Único de Saúde, sensibilizar os profissionais de saúde para a importância do desenvolvimento de competência cultural e oportunizar intercâmbio de conhecimentos sobre o sistema de saúde haitiano e brasileiro.

Métricas

Carregando Métricas ...

Biografia do Autor

Neoma Mendes Assis, Curso de Medicina, Unifenas-BH
Acadêmica de Medicina da Faculdade de Ciências Médicas da Universidade José do Rosário Vellano, Unifenas-BH.
Lêda Maria Mendes Souza, Curso de Medicina da UNIFENAS-BH
Médica de Família e Comunidade, Ginecologista e Obstetra e Preceptora do Internato de Atenção Integral à Saúde, Unifenas-BH e médica supervisora do Programa Mais Médicos para o Brasil
Ivone Aparecida Nicolao, Centro de Saúde Novo Aarão Reis – Belo Horizonte (MG).
Agente Comunitária de Saúde do Centro de Saúde Novo Aarão Reis – Belo Horizonte (MG)
Nathan Mendes Souza, Faculdade de Medicina, Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG)
Docente do Curso de Medicina da Universidade Federal de Minas Gerais. Mestre em Educação Médica pela Escuela Nacional de Salud Pública de Cuba (validado pela UFOP), especialista em Economia e Gestão em Saúde pela Universidade Federal do Ceará e titulado em Medicina de Família e Comunidade pela Sociedade Brasileira de Medicina de Família e Comunidade. Doutorando em Metodologia de Pesquisa em Saúde pela Universidade de McMaster, Canadá. Colaborador do Departamento de Ciência e Técnologia do Ministério da Saúde. Foi docente assistente no curso de Políticas e Sistemas de Saúde, assistente de pesquisa no Programa para Tomada de Decisões em Políticas de Saúde na Unidade de Pesquisa em Informação em Saúde (McMaster) (2008-2010)e no Departamento de Medicina de Familia e Comunidade - Programas Internacionais da Universidade de Toronto (2010). Foi consultor técnico da Organização Mundial da Saúde (2007) e ex-colaborador da Unidade de Promoção a Pesquisa e ao Desenvolvimento da Organização Pan-Americana de Saúde, Washington-DC, EUA (2007-2008). Foi professor substituto da Universidade Federal do Ceará (2004-2006) e médico de família em Sobral, Ceará (2002-2006). Áreas de interesse para pesquisa e docência: atenção primária a saúde e medicina de família e comunidade; tradução de evidência científica para formulação de políticas e tomada de decisão em saúde; revisões sistemáticas, ensaios controlados randomizados e pesquisa participativa. http://lattes.cnpq.br/3667197759813675

Referências

Brasil. Constituição, 1988. Constituição da República Federativa do Brasil. Brasília: Senado Federal; 1988. [acesso 2015 Maio 9]. Disponível em: http://www.stf.jus.br/portal/constituicao

Andrade TMA. Da efetivação do direito à saúde no Brasil. 2010. [acesso 2015 Maio 9]. Disponível em: http://www.ambito-juridico.com.br/site/index.php?n_link= revista_artigos_leitura&artigo_id=9037

Brasil. Conselho Nacional de Secretários de Saúde - CONASS. Sistema Único de Saúde/Conselho Nacional de Secretários de Saúde. [Internet] Brasília, 2011. 291 p. (Coleção Para Entender a Gestão do SUS 2011, 1). [acesso 2015 Maio 9]. Disponível em: http://www.conass.org.br/colecao2011/livro_1.pdf

Brasil. Conselho Nacional de Secretários de Saúde - CONASS. Atenção Primária e Promoção da Saúde. Coleção Progestores - Para entender a gestão do SUS. Brasília, 2007. p. 8-232. [acesso 2017 Maio 31]. Disponível em: http://bvsms.saude.gov.br/bvs/publicacoes/colec_progestores_livro8.pdf

Lopes JMC. Princípios da Medicina de Família e Comunidade. In: Gusso G, Lopes JMC, orgs. Tratado de Medicina de Família e Comunidade. Princípios, Formação e Prática. Porto Alegre: Artmed; 2012. p. 1-11.

Takeda S. A Organização de Serviços de Atenção Primária à Saúde. In: Duncan BB, Schmidt MI, Giugliani ERJ, Duncan MS, Giugliani C. Medicina Ambulatorial. Condutas de Atenção Primária Baseadas em Evidências. Porto Alegre: Artmed; 2013. p. 19-32.

Universidade José do Rosário Vellano. Campus Belo Horizonte - UNIFENAS BH. [acesso 2015 Maio 2]. Disponível em: http://www.unifenas.br/medicinabh.asp?pasta=+BH-MED-11

Brasil. Ministério da Educação. Conselho Nacional de Educação. Resolução CNE/CES 3/2014, de 20 de junho de 2014. Diretrizes curriculares nacionais dos cursos de graduação em medicina. Brasília: Ministério da Educação; 2014.

Frenk J. Reinventing primary health care: the need for systems integration. Lancet. 2009;374(9684):170-3. DOI: http://dx.doi.org/10.1016/S0140-6736(09)60693-0

Soares CHA, Pinto VPT, Dias MSA, Parente JRF, Chagas MIO. Sistema saúde escola de Sobral - CE. SANARE. 2008;7(2):7-13. [acesso 2015 Jun 1]. Disponível em: http://sanare.emnuvens.com.br/sanare/article/view/26

Dias MAS et al. Secretaria de Saúde de Sobral: construindo um sistema aprendente. Rev Sustentação. 2007;19:32-3.

Frenk J, Chen L, Bhutta ZA, Cohen J, Crisp N, Evans T, Fineberg H, et al. Health professionals for a new century: transforming education to strengthen health systems in an interdependent world. Lancet. 2010;376(9756):1923-58. DOI: http://dx.doi.org/10.1016/S0140-6736(10)61854-5

Assis GO. A “diáspora” haitiana a rumo ao Brasil e os desafios à política migratória brasileira: migrantes indesejados? Florianópolis: FAED - Universidade do Estado de Santa Catarina; 2012.

Costa GA. Haitianos em Manaus: dois anos de imigração - e agora! Travessia Rev Migrante; 2012;70:91-8.

Silva S. Brazil, a new Eldorado for immigrants? The case of Haitians and the Brazilian immigration policy. Urbanities. 2013;3(2):3-18.

Fernandes D. Projeto “Estudos sobre a Migração Haitiana ao Brasil e Diálogo Bilateral”. Belo Horizonte; 2014. [acesso 2014 Dez 29]. Disponível em: http://obs.org.br/index.php?option=com_k2&view=item&id=746:projeto-estudos-sobre-a-migracao-XXXXXXXXXXahaitianahaitiana-ao-brasil-e-dialogo-bilateral&Itemid=130

Fernandes D, Castro MCG, Ribeiro C. Migração Haitiana para o Brasil: Minas Gerais como destino, a fala dos haitianos. Belo Horizonte; 2014. [acesso 2017 Jun 1]. Disponível em: http://diamantina.cedeplar.ufmg.br/2014/site/arquivos/migracao-haitiana-para-o-brasil.pdf

Organização Mundial de Saúde (OMS). Ação sobre os determinantes sociais da saúde: aprendendo com experiências anteriores. Genebra: Organização Mundial de Saúde; 2005. [acesso 2015 Abr 15]. Disponível em: http://publicaciones.ops.org.ar/publicaciones/piezas%20comunicacionales/cursoDDS/cursoport/Textos%20Completos/DSS%20-%20Aprendendo%20com%20experiencias%20anteriores.pdf

Prefeitura de Belo Horizonte. Secretaria Municipal de Saúde. Projeto de Qualificação da Infraestrutura da Atenção Primária à Saúde de Belo Horizonte. Caracterização do Sistema Atual. Documento complementar 1. [acesso 2015 Set 15]. Disponível em: http://www.pbh.gov.br/smsa/atencao_primaria/Documento_Complementar_1G_Oeste.pdf

Centro Zanmi, do Serviço Jesuíta a Migrantes e Refugiados. [acesso 2015 Jan 20]. Disponível em: http://www.cpalsocial.org/110.html

Brasil. Ministério da Justiça. Agência da Organização das Nações Unidas (ONU) para refugiados. Alto comissariado das nações unidas para refugiados - ACNUR. Cartilha para refugiados no Brasil. [acesso 2015 Jan 20]. Disponível em: http://www.acnur.org/t3/fileadmin/Documentos/portugues/Publicacoes/2015/Cartilha_para_solicitantes_de_refugio_no_Brasil_2015.pdf

Publicado
2017-07-07
Como Citar
Assis, N. M., Martins, L. L., Souza, L. M. M., Nicolao, I. A., & Souza, N. M. (2017). Acolhimento de imigrantes haitianos via integração ensino-serviço-pesquisa na atenção primária à saúde: relato de experiência. Revista Brasileira De Medicina De Família E Comunidade, 12(39), 1-9. https://doi.org/10.5712/rbmfc12(39)1210
Seção
Relatos de Experiência