Quando o antígeno específico da próstata nos leva ao Balint: um relato de caso

Autores

DOI:

https://doi.org/10.5712/rbmfc12(39)1518

Palavras-chave:

Antígeno Específico da Próstata. Câncer. Prevenção Quaternária. Psicoterapia de Grupo. Empatia

Resumo

O benefício do rastreio do câncer da próstata na redução da mortalidade continua controverso. O risco de intervenção médica excessiva, diagnóstica e terapêutica, é significativo, pelo que não devem ser descurados os princípios éticos da prevenção quaternária. A decisão deverá ser sempre partilhada. Mas, para que isto aconteça, é fundamental uma boa comunicação/relação médico-doente. O caso que se descreve aborda estes e demais aspectos, pondo em causa a não utilidade do rastreio. Trata-se de um homem jovem com adenocarcinoma da próstata metastizado que, anos antes, já apresentava uma elevação do antígeno específico da próstata (PSA) que não foi valorizada. Um doente por si só já difícil e cujo diagnóstico desafiou ainda mais a tentativa de criação de uma relação empática. Obstáculo que acabou por ser ultrapassado com sucesso depois do médico de família participar num grupo Balint.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Métricas

Carregando Métricas ...

Biografia do Autor

Cristina Isabel Duarte Silva, USF Ars Medica - ACES Loures Odivelas. Lisboa. Portugal.

Internato Complementar em Medicina Geral e Familiar na USF Ars Medica, ACES Loures Odivelas, ARSLVT, desde 2014 até ao momento. 

Referências

Barreira JF, Moreira AC, Silva MI, Pinto N. Prevenção do cancro da próstata: o dilema do “excesso” ou do “defeito”. Patient Care. 2016;21(225):21-4. Disponível em: http://www.admedic.pt/arquivo/o-papel-do-medico-de-familia-na-abordagem-do-tremor-no-adulto.html

Santos JA. Rastreio do cancro prostático: o actual paradigma da medicina centrada na pessoa. Rev Port Med Geral Fam. 2014;30(2):122-8. [acesso 2018 Fev 19]. Disponível em: http://www.rpmgf.pt/ojs/index.php/rpmgf/article/view/11286 DOI: https://doi.org/10.32385/rpmgf.v30i2.11286

Baptista S. A empatia na intersubjectividade da relação clínica. Rev Port Clin Geral. 2012;28(3):224-6. [acesso 2018 Fev 19]. Disponível em: http://www.rpmgf.pt/ojs/index.php/rpmgf/article/view/10944 DOI: https://doi.org/10.32385/rpmgf.v28i3.10944

Silva PR. A comunicação na prática médica: seu papel como componente terapêutico. Rev Port Clin Geral. 2008;24(4):505-12. [acesso 2018 Fev 19]. Disponível em: http://www.rpmgf.pt/ojs/index.php/rpmgf/article/view/10531 DOI: https://doi.org/10.32385/rpmgf.v24i4.10531

Brandão J. Relação médico-doente: sua complexidade e papel dos grupos Balint. Rev Port Clin Geral. 2007;23(6):733-44. [acesso 2018 Fev 19]. Disponível em: http://www.rpmgf.pt/ojs/index.php/rpmgf/article/view/10430 DOI: https://doi.org/10.32385/rpmgf.v23i6.10430

Melo M. A prevenção quaternária contra os excessos da Medicina. Rev Port Clin Geral. 2007;23(3):289-93. [acesso 2018 Fev 19]. Disponível em: http://www.rpmgf.pt/ojs/index.php/rpmgf/article/view/10361

Schröder FH, Hugosson J, Carlsson S, Tammela T, Määttänen L, Auvinen A, et al. Screening for prostate cancer decreases the risk of developing metastatic disease: findings from the European Randomized Study of Screening for Prostate Cancer (ERSPC). Eur Urol. 2012;62(5):745-52. DOI: http://dx.doi.org/10.1016/j.eururo.2012.05.068 DOI: https://doi.org/10.1016/j.eururo.2012.05.068

Downloads

Publicado

2018-02-28

Como Citar

1.
Duarte Silva CI. Quando o antígeno específico da próstata nos leva ao Balint: um relato de caso. Rev Bras Med Fam Comunidade [Internet]. 28º de fevereiro de 2018 [citado 16º de maio de 2022];12(39):1-6. Disponível em: https://rbmfc.org.br/rbmfc/article/view/1518

Edição

Seção

Casos Clínicos

Artigos Semelhantes

Você também pode iniciar uma pesquisa avançada por similaridade para este artigo.