Tratamento da Obesidade: Modelo de Grupo Baseado em Terapia Cognitivo Comportamental

  • Júlia Berger Guimarães
  • Mário Roberto Garcia Tavares
  • Cristina Rolim Neumann Universidade Federal do Rio Grande do Sul - UFRGS
Palavras-chave: Obesidade, Terapia Cognitiva, Grupos de Auto-Ajuda

Resumo

Introdução: o tratamento da obesidade em grupos (GO) tem um resultado variável conforme a metodologia utilizada, chegando a se obter uma perda ponderal (PP) de até 10% em 3-6 meses. Embora muito utilizada na atenção primária, esta abordagem tem sido pouco estudada. Objetivo: avaliar a evolução dos pacientes em acompanhamento em um GO, correlacionando seu perfil com sua permanência no grupo e a PP obtida. Também se buscou comparar os resultados com a literatura. Materiais e Métodos: estudo não controlado, quase-experimento, com intervenção. Foram avaliados os pacientes que freqüentaram pelo menos uma reunião do GO na Unidade Básica de Saúde HCPA no período de outubro de 2007 a outubro de 2008. A busca ao GO foi por demanda espontânea ou por indicação do médico na consulta. Em encontros semanais, com duração de 90 minutos, foram utilizadas técnicas de educação cooperativa, cognitivo-comportamentais e motivacionais para PP, adesão à dieta e atividade física, aferido peso semanalmente, discutidos os resultados em grupo e fornecida dieta hipocalórica. Os pacientes foram classificados em: não aderentes (NA) e aderentes (A) conforme tenham participado de ? 2 ou ? 3 encontros, respectivamente. Foram avaliados a PP e possíveis fatores relacionados a isso. Os resultados são descritivos e em comparações utilizando Teste T, Mann Whitney, Qui-quadrado e correlação de Spearmann. Nível de significância de 5%. Resultados: foram avaliados 69 pacientes, 62 (89,9%) do sexo feminino, idade de 49,2±13,2; 33 classificados como NA e 36 como A. Comparando estes dois grupos, observamos a diferença quanto ao peso inicial: NA= 98,7 ± 24,7 e A= 88,4 ± 16,8, p< 0,05; e quanto ao percentual de mulheres: NA= 26 (81,3%) e A= 35 (97,2%), p< 0,05; e semelhança quanto idade, escolaridade, cor e estado civil. Houve correlação entre o número de reuniões e a PP (r= (-)0,61, p< 0,0001). Nos 20 participantes com permanência ? 12 semanas observou-se PP média de 6,63 Kg. Conclusões: o GO obteve um bom resultado para os pacientes mais aderentes e parece ser mais adequado ao tratamento das mulheres e indivíduos com menores graus de obesidade. O ideal será a inclusão de um grupo controle em um próximo estudo.

Métricas

Carregando Métricas ...

Biografia do Autor

Júlia Berger Guimarães
Atualmente é Estágio voluntário da Hospital de Clínicas de Porto Alegre.

Mais informações: Currículo Lattes - CNPq.

Mário Roberto Garcia Tavares
Possui graduação em Medicina pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (1989). Atualmente é professor da Universidade Federal do Rio Grande do Sul e médico e preceptor da Residência Médica do Hospital Nossa Senhora da Conceição S/A. Tem experiência na área de Medicina, com ênfase em Medicina de Família e Comunidade, atuando principalmente nos seguintes temas: atenção primária à saúde, programa de sáude da família, educação médica, equipe de saúde e medicina de família e comunidade.

Mais informações: Currículo Lattes - CNPq.

Cristina Rolim Neumann, Universidade Federal do Rio Grande do Sul - UFRGS
Possui graduação em Medicina Universidade Federal do Rio Grande do Sul (1983), mestrado (1992) e doutorado (1999) em Clínica Médica ambos na Universidade Federal do Rio Grande do Sul (1999). Atuou em terapia intensiva e endocrinologia e atualmente é professora adjunta do Departamento de Medicina Social da Universidade Federal do Rio Grande do Sul, na área da Atenção Primária. Tem publicações na área de complicações crônicas de diabete, manejo intensivo da glicemia no trauma de crânio e traumatismo raquimedular. Na atenção primária dedica-se ao estudo de grupos em educação para o diabete e para o tratamento da obesidade, e controle da hipertensão.

Mais informações: Currículo Lattes - CNPq.

Publicado
2011-04-20
Como Citar
Guimarães, J. B., Tavares, M. R. G., & Neumann, C. R. (2011). Tratamento da Obesidade: Modelo de Grupo Baseado em Terapia Cognitivo Comportamental. Revista Brasileira De Medicina De Família E Comunidade, 6(18), 79. https://doi.org/10.5712/rbmfc6(18)156
Seção
Resumos apresentados em Congressos