Tempo de Colheita: experiência no programa Mais Médicos na zona rural de Lagoa de Pedras/RN

  • José Medeiros do Nascimento Filho Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN)
  • Nadja de Sá Pinto Dantas Rocha Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN)
Palavras-chave: População Rural, Atenção Primária à Saúde, Educação em Saúde, Hipertensão Arterial, Diabetes Mellitus

Resumo

Objetivo: Descrever as ações desenvolvidas pelo profissional médico durante sua atuação na zona rural de Lagoa de Pedras no período de setembro de 2013 a outubro de 2015. Métodos: Fez-se uso de diários de campo, a análise por categorias da experiência e a Educação Popular em Saúde. Resultados: Foram desenvolvidas as seguintes ações - cursos de atualização dos profissionais de saúde, fortalecimento do Controle Social, grupos terapêuticos em saúde mental e saúde do homem e um trabalho específico em hipertensão arterial sistêmica e diabetes mellitus. Conclusão: Por meio da articulação entre a Secretaria Municipal de Saúde, os profissionais da saúde e a população, institui-se uma nova rotina de vivenciar o processo saúde-doença-cuidado para todos que compõem a saúde local.

Métricas

Carregando Métricas ...

Biografia do Autor

José Medeiros do Nascimento Filho, Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN)
Professor Auxiliar do Departamento de Tocoginecologia da UFRN atuando nas áreas de Saúde da Mulher e Saúde Mental.
Nadja de Sá Pinto Dantas Rocha, Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN)
Professora Dedicação Exclusiva do Departamento de Pediatria da UFRN.

Referências

Brasil. Lei nº 12.871 de 22 de Outubro de 2013. Institui o Programa Mais Médicos, altera as Leis 8.745, de 9 de dezembro de 1993, e nº 6.932 de 7 de julho de 1981, e dá outras providências. Diário Oficial da União, 22 de Outubro de 2013.

Brasil. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Censo 2010 [acesso 12 de Fevereiro de 2016]. Disponível em: http://www.censo2010.ibge.gov.br/sinopse/webservice/frm_urb_rur.php?codigo=240630

Lagoa de Pedras, Secretaria Municipal de Saúde. Relatório do Programa Agentes Comunitários de Saúde 2014. Lagoa de Pedras: Secretaria Municipal de Saúde; 2014.

Freire P. Pedagogia do Oprimido. 17ª ed. Rio de Janeiro: Paz e Terra; 1987.

Rosas AG, Melo-Neto JF, orgs. Educação popular – enunciados teóricos. João Pessoa: Editora Universitária da UFPB; 2008.

Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Censo Agropecuário 2006 [acesso 25 de Março de 2016]. Disponível em: http://www.cidades.ibge.gov.br/xtras/temas.php?lang=&codmun=240630&idtema=3&search=rio-grande-do-norte|lagoa-de-pedras|censo-agropecuario-2006

Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Cidades@ - Rio Grande do Norte, Lagoa de Pedras [acesso 25 de Março de 2016]. Disponível em: http://www.cidades.ibge.gov.br/xtras/perfil.php?lang=&codmun=2406304

Nascimento Filho JM. Melhoria da Atenção aos Hipertensos e/ou Diabéticos da UBS Lagoa da Palha, Lagoa de Pedras/RN [Monografia - Especialização em Saúde da Família]. Pelotas: Universidade Federal de Pelotas (UFPEL); 2015.

Stewart M, Weston WW, McWhinney IR, McWilliam CL, Freeman TR, Meredith L, Brown JB. Medicina Centrada na Pessoa: Transformando o Método Clínico. 2ª ed. Porto Alegre: Artmed; 2010.

Brasil. Constituição da República Federativa do Brasil. Brasília: Senado Federal; 1988.

Starfield B. Atenção Primária à Saúde: equilíbrio entre necessidades de saúde, serviços e tecnologia. Brasília: UNESCO/Ministério da Saúde; 2002.

Brasil. Ministério da Saúde, Secretaria de Atenção à Saúde, Departamento de Atenção Básica. Cadernos de Atenção Básica, 28. Acolhimento à demanda espontânea. Brasília: Ministério da Saúde; 2011. 56 p.

Gusso G, Poli Neto P. Gestão da clínica. In: Gusso G, Lopes JMC, orgs. Tratado de Medicina de Família e Comunidade: Princípios, Formação e Prática. Porto Alegre: Artmed; 2012. p. 159-66.

Vasconcelos EM, Vasconcelos MOD. Educação popular. In: Gusso G, Lopes JMC, orgs. Tratado de Medicina de Família e Comunidade: Princípios, Formação e Prática. Porto Alegre: Artmed; 2012. p. 91-7.

Organização Mundial de Saúde. Q&As on hypertension [Internet]. 2015 [acesso 25 de Março de 2016]. Disponível em: http://www.who.int/features/qa/82/en/

Organização Mundial de Saúde. Diabetes [Internet]. 2015 [acesso 25 de Março de 2016]. Disponível em: http://www.who.int/mediacentre/factsheets/fs312/en/

Brasil. Ministério da Saúde, Secretaria de Atenção à Saúde, Departamento de Atenção Básica. Cadernos de Atenção Básica, 37. Estratégias para o cuidado da pessoa com doença crônica: hipertensão arterial sistêmica. Brasília: Ministério da Saúde; 2013. 128 p.

Brasil. Ministério da Saúde, Secretaria de Atenção à Saúde, Departamento de Atenção Básica. Cadernos de Atenção Básica, 36. Estratégias para o cuidado da pessoa com doença crônica: diabetes mellitus. Brasília: Ministério da Saúde; 2013. 160 p.

Andrade SSA, Stopa SR, Brito AS, Chueri PS, Szwarcwald CL, Malta DC. Prevalência da hipertensão arterial autorreferida na população brasileira: análise da Pesquisa Nacional de Saúde, 2013. Epidemiol Serv Saúde. 2015;24(2):297-304. http://dx.doi.org/10.5123/S1679-49742015000200012

Viacava F, Ugá MAD, Porto S, Laguardia J, Moreira RS. Avaliação de Desempenho de Sistemas de Saúde: um modelo de análise. Ciênc Saúde Coletiva. 2012;17(4):921-34. http://dx.doi.org/10.1590/S1413-81232012000400014

Brasil. Lei nº 8142 de 28 de Dezembro de 1990. Dispõe sobre a participação da comunidade no Sistema Único de Saúde (SUS) e sobre as transferências intergovernamentais de recursos financeiros na área da saúde e dá outras providências. Brasília: Diário Oficial da União; 1990.

Lagoa de Pedras, Secretaria Municipal de Saúde. Relatório da 15ª Conferência Nacional de Saúde – etapa municipal Lagoa de Pedras. Lagoa de Pedras: Secretaria Municipal de Saúde; 2015.

Bertão IR. A atuação de um médico do Programa Mais Médicos para o Brasil e a mudança processo de trabalho da equipe da Estratégia de Saúde da Família. Tempus (Brasília). 2015;9(4):217-24. http://dx.doi.org/10.18569/tempus.v9i4.1739

Ferreira MJM, Viana Júnior MM. A expansão do agronegócio no semiárido cearense e suas implicações para a saúde, o trabalho e o ambiente. Interface (Botucatu). 2016;20(58):649-60. http://dx.doi.org/10.1590/1807-57622015.0029

Padilha WWN, org. Relatos e vivências de educação popular. João Pessoa: Editora Ideia – EDUFBP; 2007.

Oliveira FP, Vanni T, Pinto HA, Santos JTR, Figueiredo AM, Araújo SQ, et al. Mais Médicos: um programa brasileiro em uma perspectiva internacional. Interface (Botucatu). 2015;19(54):623-34. http://dx.doi.org/10.1590/1807-57622014.1142

Santos LMP, Costa AM, Girardi SN. Programa Mais Médicos: uma ação efetiva para reduzir iniquidades em saúde. Ciênc Saúde Coletiva. 2015;20(11):3547-52. http://dx.doi.org/10.1590/1413-812320152011.07252015

Publicado
2018-06-06
Como Citar
Nascimento Filho, J. M. do, & Rocha, N. de S. P. D. (2018). Tempo de Colheita: experiência no programa Mais Médicos na zona rural de Lagoa de Pedras/RN. Revista Brasileira De Medicina De Família E Comunidade, 13(40), 1-9. https://doi.org/10.5712/rbmfc13(40)1595
Seção
HISTÓRIAS DA LINHA DE FRENTE