Saúde da População Negra: percepção de residentes e preceptores de Saúde da Família e Medicina de Família e Comunidade

Camila Carvalho de Souza Amorim Matos, Francis Solange Vieira Tourinho

Resumo


Objetivo: Avaliar o conhecimento de profissionais envolvidos nos programas de residência em Saúde da Família de Florianópolis, SC, Brasil, sobre a Política Nacional de Saúde Integral da População Negra (PNSIPN). Métodos: Trata-se de pesquisa quantitativa, descritiva, com dados primários coletados por meio de questionário. Resultados: Observa-se que a maioria desses profissionais sabe da existência da PNSIPN e a considera importante, mas nunca a leu. Observa-se também a percepção de que políticas afirmativas tendem a reforçar a discriminação, mesmo quando todos os respondentes acreditam existir racismo no Brasil. A maioria dos residentes disse não conhecer o conceito de racismo institucional. Conclusão: A Residência revelou-se um processo formativo falho neste tema.


Palavras-chave


Saúde da População Negra; Política de Saúde; Atenção Primária à Saúde; Estratégia Saúde da Família; Capacitação de Recursos Humanos em Saúde

Texto completo:

PDF/A

Referências


Cheade MFM, Frota OP, Loureiro MDR, Quintanilha ACF. Residência multiprofissional em saúde: a busca pela integralidade. Cogitare Enferm. 2013;18(3):592-5 [acesso 2018 Maio 23]. Disponível em: http://revistas.ufpr.br/cogitare/article/view/46360. http://dx.doi.org/10.5380/ce.v18i3.46360

Santos JE, Santos GCS. Narrativas dos profissionais da atenção primária sobre a política nacional de saúde integral da população negra. Saúde Debate. 2013;37(99):563-70. Disponível em: http://www.scielo.br/scielo.php?pid=S0103-11042013000400003&script=sci_abstract&tlng=pt. http://dx.doi.org/10.1590/S0103-11042013000400003

Senna DM, Lima TF. Saúde da População Negra na atenção primária à saúde: a questão da violência. In: Batista LE, Werneck J, Lopes F, orgs. Saúde da população negra. Petrópolis: DP et Alii; 2012; p. 153-71.

Brasil. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística [homepage na internet]. Indicadores sociais mínimos [acesso 2017 Out 04]. In: Censo 2010. Disponível em: http://www.ibge.gov.br/home/estatistica/populacao/condicaodevida/indicadoresminimos/default_minimos.shtm

Pinheiro L, Fontoura N, Prata AC, Soares V. Retrato das desigualdades [publicação na internet]. Brasília: IPEA e UNIFEM; 2006 [acesso 2017 Nov 29]. Disponível em: http://www.ipea.gov.br/retrato/pdf/segundaedicao.pdf

Lopes F. Experiências desiguais ao nascer, viver, adoecer e morrer: tópicos em saúde da população negra no brasil. In: Caderno de textos básicos do Seminário Nacional de Saúde da População Negra. Brasília: Ministério da Saúde. Secretaria Especial de Políticas de Promoção da Igualdade Racial; 2004.

Faustino DM. Equidade racial nas políticas em saúde. In: Batista LE, Werneck J, Lopes F, orgs. Saúde da população negra. Petrópolis: DP et Alii; 2012. p. 98-120.

Lamarca G, Vettore M. A nova composição racial brasileira segundo o Censo 2010. In: Determinantes sociais da saúde: portal e observatório sobre iniqüidades em saúde [homepage na internet]. 2012 [acesso 2018 Maio 23]. Disponível em: http://dssbr.org/site/2012/01/a-nova-composicao-racial-brasileira-segundo-o-censo-2010/

Brasil. Ministério da Saúde. Secretaria de Gestão Estratégica e Participativa. Política Nacional de Saúde Integral da População Negra: uma política do SUS. 2ª ed. Brasília: Editora do Ministério da Saúde; 2013 [acesso 2018 Maio 23]. Disponível em: http://bvsms.saude.gov.br/bvs/publicacoes/politica_nacional_saude_integral_populacao.pdf

Brasil. Ministério da Saúde. Secretaria de Atenção à Saúde. Perspectiva da eqüidade no pacto nacional pela redução da mortalidade materna e neonatal: atenção à saúde das mulheres negras. 1ª ed. Brasília: Editora do Ministério da Saúde; 2005 [acesso 2018 Maio 23]. Disponível em: http://bvsms.saude.gov.br/bvs/publicacoes/perspectiva_equidade_pacto_nacional.pdf

Batista LE, Escuder MML, Pereira JCR. A cor da morte: causas de óbito segundo características de raça no Estado de São Paulo, 1999 a 2001. Rev Saúde Pública [Internet]. 2004;38(5):630-6 [acesso 2018 Maio 23]. Disponível em: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0034-89102004000500003&lng=en. http://dx.doi.org/10.1590/S0034-89102004000500003

Brasil. Ministério da Saúde. Secretaria Especial de Políticas de Promoção da Igualdade Racial. Caderno de textos básicos do Seminário Nacional de Saúde da População Negra [Internet]. Brasília: Ministério da Saúde. Secretaria Especial de Políticas de Promoção da Igualdade Racial; 2004.

Jaccoud L. O Combate ao racismo e a desigualdade: O desafio das políticas públicas de promoção da igualdade racial. In: Teodoro M, org., Jaccoud L, Osório Rl, Soares S. As políticas públicas e as desigualdades raciais no Brasil: 120 anos após a abolição. Brasília: Ipea; 2008.

Souzas R. A saúde da população negra: uma questão de direito e equidade. Rev Educ Popular [Internet]. 2005;4:94-102 [acesso 2018 Maio 23]. Disponível em: http://www.seer.ufu.br/index.php/reveducpop/article/viewFile/19919/10641

Brasil SA, Trad LAB. O movimento negro na construção da Política Nacional de Saúde Integral da População Negra e sua relação com o Estado brasileiro. In: Batista LE, Werneck J, Lopes F, orgs. Saúde da população negra. Petrópolis: DP et Alii; 2012. p. 70-97.

Oliveira MAC, Pereira IC. Atributos essenciais da Atenção Primária e a Estratégia Saúde da Família. Rev Bras Enferm [Internet]. 2013;66(esp):158-64 [acesso 2018 Maio 23]. Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/reben/v66nspe/v66nspea20.pdf. http://dx.doi.org/10.1590/S0034-71672013000700020

Tavares NO, Oliveira LV, Lages SRC. A percepção dos psicólogos sobre o racismo institucional na saúde pública. Saúde Debate [Internet]. 2013;37(99):580-7 [acesso 2018 Maio 23]. Disponível em: http://www.redalyc.org/articulo.oa?id=406341756005. http://dx.doi.org/10.1590/S0103-11042013000400005

Costa AM. Promoção da equidade em saúde para a população negra. BIS Bol Inst Saúde [Internet]. 2011;13(2):100-06 [acesso 2018 Maio 23]. Disponível em: http://periodicos.ses.sp.bvs.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1518-18122011000200002&lng=pt

Hone T, Rasella D, Barreto ML, Majeed A, Millett C. Association between expansion of primary healthcare and racial inequalities in mortality amenable to primary care in Brazil: A national longitudinal analysis. PLoS One [Internet]. 2017;14(5):e1002306 [acesso 2018 Maio 23]. http://dx.doi.org/10.1371/journal.pmed.1002306

Batista LE. Apresentação. In: Batista LE, Werneck J, Lopes F, orgs. Saúde da população negra. Petrópolis: DP et Alii; 2012. p. 25-34.

Monteiro MCS. Desafios da inclusão da temática étnico-racial na educação permanente em saúde. In: Batista LE, Werneck J, Lopes F, orgs. Saúde da população negra. Petrópolis: DP et Alii; 2012. p. 142-52.

Rinehart D. Política Nacional de Saúde Integral da População Negra: discursos da gestão municipal do SUS [dissertação]. Brasília: Universidade de Brasília; 2013 [acesso 2018 Maio 23]. Disponível em: http://repositorio.unb.br/bitstream/10482/14421/1/2013_DeniseRinehart.pdf

Pereira C, Torres ARR, Almeida ST. Um estudo do preconceito na perspectiva das representações sociais: análise da influência de um discurso justificador da discriminação no preconceito racial. Psicol Reflex Crit [Internet]. 2003;16(1):95-107 [acesso 2018 Maio 23]. Disponível em: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0102-79722003000100010&lng=en&nrm=iso. http://dx.doi.org/10.1590/S0102-79722003000100010

Amâncio Filho A, Moreira MCGB. Saúde, trabalho e formação profissional [Internet]. Rio de Janeiro: Editora FIOCRUZ; 1997 [acesso 2018 Maio 23]. Disponível em: http://books.scielo.org/id/9tc7r/pdf/amancio-9788575412787.pdf

Ceccim RB, Feuerwerker LCM. O quadrilátero da formação para a área da saúde: ensino, gestão, atenção e controle. Physis 2004;14(1):41-65. http://dx.doi.org/10.1590/S0103-73312004000100004

Feuerwerker LCM. Estratégias para a mudança da formação dos profissionais de saúde. Cad Currículo Ens. 2001;4(2):11-23.

Brasil. Ministério da Saúde. Secretaria de Gestão do Trabalho e da Educação na Saúde. Ver-SUS Brasil: cadernos de textos. Brasília: Ministério da Saúde; 2004. (Série B. Textos Básicos de Saúde). p. 37-61 [acesso 2018 Maio 23]. Disponível em: http://bvsms.saude.gov.br/bvs/publicacoes/CadernoVER_SUS.pdf

Cotta RMM, Gomes AP, Maia TM, Magalhães KA, Marques ES, Siqueira-Batista R. Poverty, injustice and social inequality: rethinking the health professionals formation. Rev Bras Educ Med [Internet]. 2007;31(2):278-86 [acesso 2018 Maio 23]. Disponível em: https://www.researchgate.net/profile/Emanuele_Marques2/publication/262462223_Poverty_injustice_and_social_inequality_rethinking_the_health_professionals_formation/links/5722476708aee491cb32fc79.pdf

Chehuen Neto JA, Fonseca GM, Brum IV, dos Santos JLCT, Rodrigues TCGF, Paulino KR, et al. Política Nacional de Saúde Integral da População Negra: implementação, conhecimento e aspectos socioeconômicos sob a perspectiva desse segmento populacional. Ciênc Saúde Coletiva [Internet]. 2015; 20(6):1909-16 [acesso 2018 Maio 23]. http://dx.doi.org/10.1590/1413-81232015206.17212014

Batista LE, Monteiro RB, Medeiros RA. Iniquidades raciais e saúde: o ciclo da política de saúde da população negra. Saúde Debate [Internet]. 2013;37(99):681-90 [acesso 2018 Maio 23]. Disponível em: http://vml029.epm.br/bitstream/handle/11600/8021/S0103-11042013000400016.pdf?sequence=1&isAllowed=y. http://dx.doi.org/10.1590/S0103-11042013000400016

Gomes JBB. Instrumentos e métodos de mitigação da desigualdade em direito constitucional e internacional [Internet]. Portal de e-governo, inclusão digital e sociedade do conhecimento: UFSC; 2011 [acesso 2018 Maio 23]. Disponível em: http://egov.ufsc.br/portal/sites/default/files/anexos/31989-37507-1-PB.pdf

Trad L, Mota C, Castellanos M, Farias V, Brasil SA. Percepção sobre a Política de Saúde da População Negra: perspectivas polifônicas. In: Batista LE, Werneck J, Lopes F, orgs. Saúde da população negra. Petrópolis: DP et Alii; 2012. p. 172-92.

Rocha TB, Göttems CJ. A política de cotas nas universidades: em busca da efetividade do direito à educação. In: Anais do Congresso Nacional do CONPEDI nº 18; 2009 Nov 04-07; São Paulo, Brasil. São Paulo; 2009. p. 482-96 [acesso 2018 Maio 23]. Disponível em: http://www.publicadireito.com.br/conpedi/manaus/arquivos/anais/sao_paulo/2294.pdf

López LC. O conceito de racismo institucional: aplicações no campo da saúde. Interface (Botucatu) [Internet]. 2012;16(40):121-34 [acesso 2018 Maio 23]. http://dx.doi.org/10.1590/S1414-32832012005000004

da Cruz ICF. Que falta faz uma área técnica de saúde da população negra no Ministério da Saúde! Rev ABPN [Internet]. 2013;5(9):163-71 [acesso 2018 Maio 23]. Disponível em: http://abpnrevista.org.br/revista/index.php/revistaabpn1/article/view/2

Munanga K, org. Superando o racismo na escola. 3a ed. Brasília: Ministério da Educação; 2001.

da Cunha EMGP. Recorte étnico-racial: caminhos trilhados e novos desafios. In: Batista LE, Werneck J, Lopes F, orgs. Saúde da população negra. Petrópolis: DP et Alii; 2012. p. 37-48.

Munanga K. Cotas para negros. In: Ata do ciclo de debates da Assembléia Legislativa de Minas Gerais. 2012 Maio 13; Belo Horizonte; 2012.

de Araújo EM, Costa MCN, Noronha CV, Hogan VK, Vines AI, de Araújo TM. Desigualdades em saúde e raça/cor da pele: revisão da literatura do Brasil e dos Estados Unidos (1996-2005). Saúde Coletiva [Internet]. 2010;7(40):116-21 [acesso 2018 Maio 23]. Disponível em: http://www.redalyc.org/articulo.oa?id=84215105005

Cordeiro RC, Ferreira SL. Discriminação racial e de gênero em discursos de mulheres negras com anemia falciforme. Esc Anna Nery [Internet]. 2009;13(2):352-8 [acesso 2018 Maio 23]. Disponível em: http://www.redalyc.org/articulo.oa?id=127715322016. http://dx.doi.org/10.1590/S1414-81452009000200016

Clark R, Anderson NB, Clark VR, Williams DR. Racism as a stressor for African Americans: a biopsychosocial model. Am Psychol [Internet]. 1999;54(10):805-16 [acesso 2018 Maio 23]. Disponível em: http://www.isr.umich.edu/williams/All%20Publications/DRW%20pubs%201999/racism%20as%20a%20stressor%20for%20african%20americans.pdf. http://dx.doi.org/10.1037/0003-066X.54.10.805

Franklin AJ, Boyd-Franklin N. Invisibility syndrome: a clinical model towards understanding the effects of racism on African-American males. Am J Orthopsychiatr [Internet]. 2000;70(1):33-41 [acesso 2018 Maio 23]. Disponível em: http://www.bostoncollege.org/content/dam/files/centers/boisi/pdf/f08/Invisibility_Clinical_Model-Ortho-.pdf. http://dx.doi.org/10.1037/h0087691

Townsend TG, Belgrave FZ. Eliminating health disparities: challenges for African American psychologists. J Black Psychol [Internet]. 2009;35(2):146-53 [acesso 2018 Maio 23]. Disponível em: http://journals.sagepub.com/doi/pdf/10.1177/0095798409333605. http://dx.doi.org/10.1177/0095798409333605

Utsey SO, Chae MH, Brown CF, Kelly D. Effect of ethnic group membership on ethnic identity, race-related stress, and quality of life. Cultur Diversity Ethni Minor Psychol [Internet]. 2002;8(4):366-77 [acesso 2018 Maio 23]. Disponível em: https://www.researchgate.net/publication/11049878_Effect_of_ethnic_group_membership_on_ethnic_identity_race-related_stress_and_quality_of_life_Cultural_Diversity_and_Ethnic_Minority_Psychology_8_366-377. http://dx.doi.org/10.1037/1099-9809.8.4.367

Eccleston CP. The Psychological and Physical Health Effects of Stigma: The Role of Self-Threats. Soc Pers Psychol Compass [Internet]. 2008;2(3):1345-61 [acesso 2018 Maio 23]. Disponível em: http://onlinelibrary.wiley.com/doi/10.1111/j.1751-9004.2008.00082.x/abstract. http://dx.doi.org/10.1111/j.1751-9004.2008.00082.x

Faro A, Pereira ME. Raça, racismo e saúde: a desigualdade social da distribuição do estresse. Estud Psicol [Internet]. 2011;16(3):271-8 [acesso 2018 Maio 23]. Disponível em: http://www.redalyc.org/articulo.oa?id=26122323009. http://dx.doi.org/10.1590/S1413-294X2011000300009

Leal MC, Gama SGN, Cunha CB. Desigualdades raciais, sociodemográficas e na assistência ao pré-natal e ao parto, 1999-2001. Rev Saúde Pública [Internet]. 2005;39(1):100-7 [acesso 2018 Maio 23]. Disponível em: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0034-89102005000100013. http://dx.doi.org/10.1590/S0034-89102005000100013

Kalckmann S, dos Santos CG, Batista LE, da Cruz VM. Racismo institucional: um desafio para a eqüidade no SUS? Saúde Soc [Internet]. 2007;16(2):146-55 [acesso 2018 Maio 23]. Disponível em: http://dx.doi.org/10.1590/S0104-12902007000200014. http://dx.doi.org/10.1590/S0104-12902007000200014

Xavier EC. O olhar das mulheres quilombolas sobre a Atenção Básica e das profissionais das unidades básicas sobre a saúde das comunidades remanescentes de quilombos urbanos de Porto Alegre. In: Batista LE, Werneck J, Lopes F, orgs. Saúde da população negra. Petrópolis: DP et Alii; 2012. p. 193-208.




DOI: https://doi.org/10.5712/rbmfc13(40)1712

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Direitos autorais 2018 Revista Brasileira de Medicina de Família e Comunidade

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - NãoComercial 4.0 Internacional.

 

Desenvolvido por:

Logomarca da Lepidus Tecnologia