Proposta de metodologia de busca de evidências em Atenção Primária à Saúde: o exemplo da osteoporose em homens

Leonardo Cançado Monteiro Savassi, Ana Carolina Diniz Oliveira, Ruth Borges Dias

Resumo


O Médico de Família e Comunidade deve buscar a melhor evidência disponível, mas a dificuldade de acesso à informação científica ou a centros acadêmicos em Atenção Primária à Saúde é uma realidade global. A busca de informações sistematizadas não demanda tecnologias extensas ou a necessidade do médico de ambulatório ser um cientista ou pesquisador. Por meio de uma sistematização didática, podem-se recuperar artigos que apresentem boa evidência clínica. O objetivo deste artigo é apresentar uma forma simplificada e sistematizada de busca de evidências científicas para a Atenção Primária à Saúde em cinco passos. Por meio do exemplo de uma dúvida da prática clínica referente ao diagnóstico da osteoporose em homens, realizou-se busca sistematizada em bases de dados, encontrando diagnóstico através da densitometria (DEXA) como única opção baseada em evidências, o que dificulta seu manejo no sistema público de saúde, embora alguns guidelines defendam o diagnóstico em casos de fratura de fragilidade. Discutem-se as evidências encontradas sob a ótica da validação externa com individualização das evidências para o paciente.


Palavras-chave


Medicina Baseada em Evidências; Bases de Dados Bibliográficas; Atenção Primária à Saúde; Osteoporose

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.5712/rbmfc4(15)177

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Direitos autorais 2014 Revista Brasileira de Medicina de Família e Comunidade



 

Desenvolvido por:

Logomarca da Lepidus Tecnologia