Um generalista entre a barbárie e a célula

Fernando A. M. Flora

Resumo


É feita uma análise sociopsicanalítica institucional de um conflito, na prática do PSF, em três níveis: no 1º nível, a rebeldia de jovem negra, desempregada e o generalista servidor do Estado; no 2º, a dinâmica de grupo da equipe ou “célula” do PSF; e, no 3º, a política compensatória sociodemocrática.


Palavras-chave


Conflito (Psicologia); Programa Saúde da Família

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.5712/rbmfc4(15)178

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Direitos autorais 2014 Revista Brasileira de Medicina de Família e Comunidade



 

Desenvolvido por:

Logomarca da Lepidus Tecnologia