Diagnóstico situacional da assistência pré-natal pelo Programa Saúde da Família no município de Corinto, Minas Gerais

Adriano Olivieri Brito, Flávia de Freitas Maia, Maria de Lourdes Carvalho Alvarenga, Renata Guedes de Aguiar

Resumo


Na história da saúde pública, a atenção materno-infantil é reconhecida como prioritária. A assistência pré-natal influencia diretamente os coeficientes de morbimortalidade materna e infantil e possui um alto potencial indicativo da qualidade dos serviços de saúde. O objetivo do presente estudo é formular o diagnóstico da assistência pré-natal no município de Corinto/MG, a partir da cobertura da população pelas equipes do Programa de Saúde da Família (PSF), e das informações dos sistemas de informação SIAB e SINASC, no período de maio/2003 a maio/2004. Os resultados mostram uma cobertura populacional pelas equipes do PSF de 57%, um percentual de 24,1% de gestantes adolescentes, 96,5% de gestantes acompanhadas pelos agentes de saúde, 91,7% com consulta médica, 86,9% com pré-natal iniciado no primeiro trimestre e uma cobertura de vacinação contra tétano de 95,2%. A maioria das gestantes realizou o número ideal de consultas para garantia de uma boa atenção pré-natal (4 a 6 e/ou 7 ou mais consultas). A avaliação do processo de um programa de saúde analisa seu funcionamento, contempla os cuidados fornecidos e recebidos na assistência. Assim, são importantes tanto as atividades dos profissionais envolvidos quanto dos pacientes na procura e na utilização dos serviços disponibilizados, a fim de estimular uma melhor adequação do serviço. Os coeficientes de morbimortalidade materna e infantil podem ser reduzidos com determinação política na garantia de aprimoramentos mos serviços básicos de saúde à população, incluindo, especialmente, melhorias na assistência pré-natal.


Palavras-chave


Saúde da Família; Cuidado Pré-Natal; Avaliação; Programa Saúde da Família

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.5712/rbmfc4(14)193

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Direitos autorais 2014 Revista Brasileira de Medicina de Família e Comunidade



 

Desenvolvido por:

Logomarca da Lepidus Tecnologia