Prevenção Quaternária e a Prescrição de Cloroquina e Hidroxicloroquina na COVID-19

vale a pena pecar pelo excesso?

Autores

  • Alexandre José de Melo Neto Universidade Federal da Paraíba (UFPB), João Pessoa, PB, Brasil. https://orcid.org/0000-0001-5993-9280
  • Denise Mota Araripe Pereira Fernandes Faculdade de Ciências Médicas da Paraíba - FCM/PB-Afya e Programa de Residência Médica em Medicina de Família e Comunidade da Secretaria Municipal de Saúde de João Pessoa https://orcid.org/0000-0001-7804-882X
  • Lana Muriely Borges de Assis Faculdade de Ciências Médicas da Paraíba - FCM/PB-Afya e Programa de Residência Médica em Medicina de Família e Comunidade da Secretaria Municipal de Saúde de João Pessoa https://orcid.org/0000-0002-9460-9444
  • Marina de Lima Pinheiro Faculdade de Ciências Médicas da Paraíba - FCM/PB-Afya e Programa de Residência Médica em Medicina de Família e Comunidade da Secretaria Municipal de Saúde de João Pessoa https://orcid.org/0000-0001-9566-7366
  • Anne Thaísa Dantas Carvalho Faculdade de Ciências Médicas da Paraíba - FCM/PB-Afya e Programa de Residência Médica em Medicina de Família e Comunidade da Secretaria Municipal de Saúde de João Pessoa https://orcid.org/0000-0001-6400-6725
  • Melissa Maria Medeiros de Morais Faculdade de Ciências Médicas da Paraíba - FCM/PB-Afya e Programa de Residência Médica em Medicina de Família e Comunidade da Secretaria Municipal de Saúde de João Pessoa https://orcid.org/0000-0003-2336-3907

DOI:

https://doi.org/10.5712/rbmfc16(43)2573

Palavras-chave:

Prevenção Quaternária, Hidroxicloroquina, Cloroquina, Infecções por Coronavirus.

Resumo

Prevenção quaternária: ação feita para reconhecer pessoas ou populações em risco de supermedicalização e protegê-las, sugerindo procedimentos científica e eticamente aceitáveis. Em 2019, emergiu em Wuhan, uma doença classificada como Coronavirus-Induced-Disease, responsável pela pandemia por COVID-19. Vidas estão sendo ceifadas e a busca por tratamento é uma questão de saúde pública planetária. In vitro, a hidroxicloroquina e a cloroquina inibem esse agente, sendo sugerido que tais medicamentos fizessem parte do tratamento precoce. Realizou-se uma revisão em bancos de dados PubMed e LILACS e busca manual de periódicos no The New England Journal of Medicine (NEJM) e no Journal of the American Medical Association (JAMA), pelos termos: “hidroxicloroquina, cloroquina e COVID-19”, “hydroxychloroquine, chloroquine and COVID-19” e “cloroquina e COVID-19”. Critérios de exclusão: artigos duplicados, hidroxicloroquina e cloroquina fora do contexto da COVID-19, outros aspectos da COVID-19 e revistas patrocinadas pela indústria farmacêutica. Foram encontrados 115 artigos nos bancos de dados, após a aplicação dos critérios de exclusão e 6 foram selecionados para a revisão. Pesquisou-se outros estudos sobre prevenção quaternária, a fim de discutir o excesso de intervenção médica. Ainda não existe um tratamento ideal para controlar o vírus. Cabe aos profissionais de saúde, em especial, os Médicos de Família e Comunidade, o pensamento crítico aplicado a todos os resultados apresentados nos estudos, por mais atrativos que estes pareçam à primeira vista.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Metrics

Carregando Métricas ...

Biografia do Autor

Alexandre José de Melo Neto, Universidade Federal da Paraíba (UFPB), João Pessoa, PB, Brasil.

Possui graduação em Medicina pela Universidade Federal da Paraíba (2003) e residência em Medicina de Família e Comunidade no Grupo Hospitalar Conceição de Porto Alegre (2005-2007), além de especialização em Terapia Famíliar e de Casal pelo Instituto da Família de Porto Alegre (2007-2010). Concluiu mestrado em Saúde da Família pelo Profsaúde da UFPB entre 2017 e 2019. Tem experiência na área de Medicina, com ênfase em Medicina de Família e Comunidade, com atuação por cerca de 10 anos em serviços de APS do sistema público e privado. Atualmente atua como professor do Departamento de Promoção da Saúde (DPS) do Curso de Medicina da UFPB desde 2012 e como professor do curso de medicina da UNIPÊ desde 2016. Atua ainda como Tutor do Programa Mais Médicos desde 2014.

Denise Mota Araripe Pereira Fernandes, Faculdade de Ciências Médicas da Paraíba - FCM/PB-Afya e Programa de Residência Médica em Medicina de Família e Comunidade da Secretaria Municipal de Saúde de João Pessoa

Médica de Família e Comunidade preceptora da residência em medicina de família e comunidade e do internato em saúde coletiva

Lana Muriely Borges de Assis, Faculdade de Ciências Médicas da Paraíba - FCM/PB-Afya e Programa de Residência Médica em Medicina de Família e Comunidade da Secretaria Municipal de Saúde de João Pessoa

Medica Residente em Medicina de Família e Comunidade.

Marina de Lima Pinheiro, Faculdade de Ciências Médicas da Paraíba - FCM/PB-Afya e Programa de Residência Médica em Medicina de Família e Comunidade da Secretaria Municipal de Saúde de João Pessoa

Medica Residente em Medicina de Familia e Comunidade.

Anne Thaísa Dantas Carvalho, Faculdade de Ciências Médicas da Paraíba - FCM/PB-Afya e Programa de Residência Médica em Medicina de Família e Comunidade da Secretaria Municipal de Saúde de João Pessoa

Médica Residente em Medicina de Família e Comunidade.

Melissa Maria Medeiros de Morais, Faculdade de Ciências Médicas da Paraíba - FCM/PB-Afya e Programa de Residência Médica em Medicina de Família e Comunidade da Secretaria Municipal de Saúde de João Pessoa

Médica Residente em Medicina de Familia e Comunidade.

Referências

(1) Mangin D, Heath I. Multimorbidity and Quaternary Prevention (P4). Rev Bras Med Fam Comunidade. 2015 [6 jun 2020];10(35):1-5. Disponível em: https://www.rbmfc.org.br/rbmfc/article/view/1069 DOI: https://doi.org/10.5712/rbmfc10(35)1069

(2) Jamoulle M. Prevenção quaternária: primeiro não causar dano. Rev Bras Med Fam Comunidade. 2015 [6 jun 2020];10(35):1-3. Disponível em: https://www.rbmfc.org.br/rbmfc/article/view/1064/697

(3) Santos CMC, Pimenta CAM, Nobre MRC. A estratégia PICO para a construção da pergunta de pesquisa e busca de evidências. Rev Latino-am Enfermagem. 2007 [14 jun 2020]; 15(3). Disponível em:https://www.scielo.br/pdf/rlae/v15n3/pt_v15n3a23.pd

(4) Jamoulle M. Quaternary prevention, an answer of family doctors to overmedicalization. Int J Health Policy Manag. 2015 [6 jun 2020];4(2):61-64. Disponível em: http://dx.doi.org/10.15171/ijhpm.2015.24. DOI: https://doi.org/10.15171/ijhpm.2015.24

(5) Randomised Evaluation of COVID-19 Therapy. RECOVERY [V6.0 2020-05-14]. University of Oxford. 2020: 4 [06 jun 2020]. Disponível em: https://www.recoverytrial.net/files/recovery-protocol-v6-0-2020-05-14.pdf 6. World Health Organization. [07 jun 2020]. Disponível em: https://www.who.int/health-topics/coronavirus#tab=tab_1

(6) World Health Organization. [07 jun 2020]. Disponível em: https://www.who.int/health-topics/coronavirus#tab=tab_1

(7) Wu Z, McGoogan JM. Characteristics of and Important Lessons From the Coronavirus Disease 2019 (COVID-19) Outbreak in China: Summary of a Report of 72314 Cases From the Chinese Center for Disease Control and Prevention. JAMA. 2020 [14 jun 2020]; 323(13): 1239-1242. Disponível em: https://jamanetwork.com/journals/jama/fullarticle/2762130 PMID: 32091533 DOI: https://doi.org/10.1001/jama.2020.2648

(8) BMJ. BMJ Best Practice - COVID-19. 2020 [14 jun 2020]. Disponível em: https://bestpractice.bmj.com/topics/pt-br/3000168/pdf/3000168/COVID-19.pdf

(9) Esposito S, Noviello S, Pagliano P. Update on treatment of COVID-19: ongoing studies between promising and disappointing results. Le Infezioni in Medicina. 2020 [10 jun 2020]; 2:198-211. Disponível em: https://www.infezmed.it/media/journal/Vol_28_2_2020_10.pdf PMID: 32335561

(10) Touret M, Lamballerie X. Of chloroquine and COVID-19. Elsevier. 2020 [07 jun 2020]; 177:104762. Disponível em: http://doi.org/10.101016/j.antiviral.2020.104762

(11) Gross DMP, Camacho ACLF, Lage LR, Daher DV, Mota CP. Prevenção Quaternária na Gestão da Atenção Primária à Saúde: Revisão Integrativa. Rev enferm UFPE on line. 2016 [5 jun 2020]; 10(4):3608-19. Disponível em: https://pesquisa.bvsalud.org/portal/resource/pt/bde-29974

(12) Moher D, Liberati A, Tetzlaff J, Altman DG, The PRISMA Group. Preferred Reporting Items for Systematic Reviews and Meta-Analyses: The PRISMA Statement. PLoS Med, 2019 [07 jun 2020]; 21(7):e1000097. Disponível em: https://www.ncbi.nlm.nih.gov/pmc/articles/PMC2707599/ DOI: https://doi.org/10.1371/journal.pmed.1000097

(13) Singh S. How to Conduct and Interpret Systematic Reviews and Meta-Analyses. Journal of the American College of Gastroenterology. 2017 [14 jun 2020]; 8, e93. Disponível em:

(14) Modesto AADA. Nem tudo que reluz é ouro. Rev Bras Med Fam Comunidade. 2019 [6 jun 2020]; 14(41):1781. Disponível em: https://rbmfc.org.br/rbmfc/article/view/1781/968 DOI: https://doi.org/10.5712/rbmfc14(41)1781

(15) Matthieu M, Viet-Thi T, Mathilde R, Amélie C, Romain P, Constance G et al. Clinical efficacy of hydroxychloroquine in patients with covid-19 pneumonia who require oxygen: observational comparative study using routine care data. BMJ. 2020 [7 jun 2020]; 369:m1844. Disponível em: https://www.bmj.com/content/bmj/369/bmj.m1844.full.pdf

(16) Zhou D, Dai SM, Tong Q. COVID-19: a recommendation to examine the effect of hydroxychloroquine in preventing infection and progression. Journal of Antimicroial Chemotherapy. 2020 [7 jun 2020]; 41(2): 145-151. Disponível em: https://academic.oup.com/jac/advance-article/doi/10.1093/jac/dkaa114/5810487

(17) Yao X, Ye F, Zhang M, Cui C,Huang B, Niu P et al.In Vitro Antiviral Activity and Projection of Optimized Dosing Design of Hydroxychloroquine for the Treatment of Severe Acute Respiratory Syndrome Coronavirus 2 (SARS-CoV-2). 2020 [07 jun 2020]. Disponível em: https://pubmed.ncbi.nlm.nih.gov/32150618/ DOI: https://doi.org/10.1093/cid/ciaa237

(18) Geleris J, Sun Y, Platt J, Zucker J, Baldwin M, Hripcsak G et al. Observational Study of Hydroxychloroquine in Hospitalized Patients with COVID-19. The New England Journal of Medicine, 2020 [07 jun 2020]. Disponível em: https://www.nejm.org/doi/full/10.1056/NEJMoa2012410 DOI: https://doi.org/10.1056/NEJMoa2012410

(19) Rosenberg ES et al. Association of treatment with hydroxychloroquine or azithromycin with in-hospital mortality in patients with COVID-19 in New York State. JAMA. 2020 [06 jun 2020]. Disponível em: https://jamanetwork.com/ DOI: https://doi.org/10.1001/jama.2020.8630

(20) Tang W, Cao Z, Han M, Wang Z, Chen J, Sun W et al. Hydroxychloroquine in patients with mainly mild to moderate coronavirus disease 2019: open label, randomised controlled trial. BMJ. 2020 [8 jun 2020]; 369:m1849. Disponível em: https://www.bmj.com/content/369/bmj.m1849.long PMID: 32409561 DOI: https://doi.org/10.1136/bmj.m1849

(21) David R. Boulware, M.D. A Randomized Trial of Hydroxychloroquine as Postexposure Prophylaxis for COVID-19. The New England Journal of Medicine, 2020 [06 jun 2020]. Disponível em:https://www.nejm.org/doi/full/10.1056/NEJMoa2016638

(22) Menezes CR, Sanches C, Chequer FMD. Efetividade e toxicidade da cloroquina e da hidroxicloroquina associada (ou não) à azitromicina para o tratamento da COVID-19. O que sabemos até o momento?. J. Health Biol Sci. 2020 [14 abr 2020]; 8(1): 1-9. Disponível em: http: //doi.10.12662/2317-3206jhbs.v8i1.3206.p1-9.2020 DOI: https://doi.org/10.12662/2317-3076jhbs.v8i1.3206.p1-9.2020

(23) Cardoso RV. Prevenção quaternária: um olhar sobre a medicalização na prática dos médicos de família. Rev. Bras. Med. Fam. Comunidade. 2015 [7 jun 2020]; 10(35): 1-10. Disponível em: http://dx.doi.org/10.5712/rbmfc10(35)1117 DOI: https://doi.org/10.5712/rbmfc10(35)1117

(24) Lopes JMC, Dias LC. Princípios da medicina de família e comunidade. In: Tratado de Medicina de Família e Comunidade. Cap 1. Artmed. Porto Alegre. 2019.

(25) Gao Q, Hu Y, Dai Z, Xiao F, Wang J, Wu J. Team. The Epidemiological Characteristics of an Outbreak of 2019 Novel Coronavirus Diseases (COVID-19) — China, 2020[J]. China CDC Weekly, 2020 [7 jun 2020] 2(8): 113-122. Disponível em: https://pubmed.ncbi.nlm.nih.gov/32064853/ DOI: https://doi.org/10.46234/ccdcw2020.032

(26) De Jonghe M. (2015). Prevenção quaternária como diretriz para a equipe editorial de uma revista de medicina baseada em evidência. Rev Bras Med Fam Comunidade. 2015 [7 jun 2020];10(35): 1-7. Disponível em: https://doi.org/10.5712/rbmfc10(35)1067 DOI: https://doi.org/10.5712/rbmfc10(35)1067

(27) Assistente de Pesquisa Científica, Centro Cochrane do Brasil. Sentinel reader dos comentários dos artigos do The Evidence Based Journals Group McMaster Online Rating of Evidence. Doutoranda em Medicina Interna e Terapêutica, Universidade Federal de São Paulo - Escola Paulista de Medicina (UNIFESPEPM), São Paulo, SP.J Vasc Bras 2007;6(1):1-4.

(28) Jamoulle M, Gomes LF. Prevenção Quaternária e limites em medicina. Rev Bras Med Fam Comunidade. 2014 [6 jun 2020];9(31):186-91. Disponível em: http://dx.doi.org/10.5712/rbmfc9(31)867 DOI: https://doi.org/10.5712/rbmfc9(31)867

(29) Banden LR,Rubin EJ. Covid-19 — The Search for Effective Therap. The New England Journal of Medicine. 2020 [7 jun 2020]; 382:1851-1852. Disponível em: https://www.nejm.org/doi/full/10.1056/NEJMe2005477

(30) Merhy E. Vida e Resistência Frente a COVID-19 - TV REDE UNIDA. [07 jun 2020]. Disponível em: https://www.youtube.com/watch?v=qY5GB32dOLU&t=3635s

(31) Rother ET. Revisão sistemática X revisão narrativa. Acta paul. enferm. [Internet]. 2007 June [cited 2021 Feb 04] ; 20( 2 ): v-vi. Available from: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0103-21002007000200001&lng=en. https://doi.org/10.1590/S0103-21002007000200001 DOI: https://doi.org/10.1590/S0103-21002007000200001

Downloads

Publicado

2021-07-14

Como Citar

1.
Melo Neto AJ de, Fernandes DMAP, Assis LMB de, Pinheiro M de L, Carvalho ATD, Morais MMM de. Prevenção Quaternária e a Prescrição de Cloroquina e Hidroxicloroquina na COVID-19: vale a pena pecar pelo excesso?. Rev Bras Med Fam Comunidade [Internet]. 14º de julho de 2021 [citado 19º de setembro de 2021];16(43):2573. Disponível em: https://rbmfc.org.br/rbmfc/article/view/2573

Edição

Seção

Artigos de Pesquisa