Doenças crônicas em idosos e vacinação contra a influenza

orientação dos profissionais de saúde e o papel da mídia

Autores

DOI:

https://doi.org/10.5712/rbmfc17(44)2819

Palavras-chave:

Vacinas contra influenza, Centros de Saúde, Idoso, Doença Crônica, Epidemiologia descritiva.

Resumo

Introdução: As informações sobre a presença de doenças crônicas nos idosos não são registradas durante as campanhas de vacinação contra influenza, o que dificulta sua identificação (proporção) nos idosos vacinados. Objetivo: Descrever a prevalência de doenças crônicas autorreferidas em idosos vacinados contra a influenza; verificar a influência da mídia na decisão de tomar a vacina; e se recebeu orientações sobre a importância dela, segundo o tipo de profissional de saúde. Métodos: Estudo transversal descritivo, com dados coletados por meio de entrevistas com idosos vacinados contra influenza (n=798) em um Centro de Saúde de Campinas (SP) em 2019. Resultados: Na amostra estudada, a maioria eram mulheres (58,0%), indivíduos com ensino médio completo ou ensino superior (53,0%) e com plano de saúde (72,3%). As doenças mais prevalentes foram hipertensão arterial (56,9%; intervalo de confiança — IC95% 53,4–60,3), diabetes (24,7%; IC95% 21,8–27,8), doenças cardíacas (13,6%; IC95% 11,4–16,2) e respiratórias (5,6%; IC95% 4,2–7,5). A maioria (58,0%) considerou que a mídia influenciou sua decisão de tomar a vacina. Receberam orientações sobre a importância da vacinação 21,1% dos idosos, fornecidas principalmente por médicos/as (67,4%), enfermeiros/as (18,2%) e agentes de saúde (7,0%). Conclusões: A investigação mostrou que as principais doenças referidas pelos idosos vacinados foram hipertensão arterial, diabetes, cardiopatias e doenças respiratórias. A orientação de profissionais da saúde foi pouco relatada pelos idosos e a maioria referiu influência da mídia na decisão de vacinar-se. Ressaltam-se a necessidade e a relevância de investir em estratégias de comunicação em saúde, a fim de esclarecer a população sobre a importância da vacinação contra a influenza para as pessoas idosas e com doenças crônicas.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Métricas

Carregando Métricas ...

Biografia do Autor

Aldiane Gomes de Macedo Bacurau, Universidade Estadual de Campinas – Campinas (SP), Brasil.

Graduada em Enfermagem pela Universidade de Pernambuco - UPE (2011). Possui Mestrado em Saúde Coletiva com área de concentração em Epidemiologia pela Faculdade de Ciências Médicas da UNICAMP (2017), Especialização em Gestão da Clínica nas Regiões de Saúde pelo Instituto Sírio-Libanês de Ensino e Pesquisa - IEP/HSL (2014), Especialização em Saúde da Família pela Universidade Federal de Pernambuco - UFPE (2014). Está concluindo o Doutorado em Saúde Coletiva com área de concentração em Epidemiologia na Faculdade de Ciências Médicas da Universidade Estadual de Campinas - UNICAMP (2017-2021). Possui experiência nas áreas de Enfermagem, Atenção Primária a Saúde, Saúde da Família, em pesquisa de campo e em Preceptoria/tutoria. Tem interesse nas áreas de ensino, pesquisa e extensão. Atua principalmente nos seguintes temas: Saúde Coletiva, Epidemiologia, Saúde do Idoso, Doenças Infecciosas, Vacinação contra a Influenza, Saúde da Mulher, Doenças Crônicas, Promoção da Saúde e Educação em Saúde.

Priscila Maria Stolses Bergamo Francisco, Universidade Estadual de Campinas – Campinas (SP), Brasil.

Bacharel em Estatística graduada pelo Instituto de Matemática, Estatística e Computação Científica (IMECC) da Universidade Estadual de Campinas em 1997. Mestre (2003), Doutora (2007) e Pós-Doutora (FAPESP/2012) em Saúde Coletiva, na área de Epidemiologia, pela Faculdade de Ciências Médicas da UNICAMP. Pesquisadora plena credenciada nos Programas de Pós-Graduação em Saúde Coletiva, Pós-Graduação em Gerontologia e Mestrado Profissional Saúde Coletiva: Política e Gestão em Saúde, da Faculdade de Ciências Médicas da UNICAMP. Atualmente é Professora Doutora II vinculada à área de Epidemiologia do Departamento de Saúde Coletiva. Desenvolve estudos nas seguintes linhas de pesquisa: Análise de saúde, desigualdades sociais e inquéritos populacionais; Métodos Epidemiológicos aplicados a Sistemas e Serviços de Saúde; Envelhecimento e doenças crônicas. 

Referências

World Health Organization. Influenza (seasonal). Fact sheet nº 211 [Internet]. Genebra: World Health Organization Website; 2018 [acessado em 23 mar. 2018]. Disponível em: http://www.who.int/mediacentre/factsheets/fs211/en/

Sellers SA, Hagan RS, Hayden FG, Fischer WA 2nd. The hidden burden of influenza: A review of the extra-pulmonary complications of influenza infection. Influenza Other Respir Viruses 2017;11(5):372-93. https://dx.doi.org/10.1111/irv.12470 DOI: https://doi.org/10.1111/irv.12470

Coordenação Geral do Programa Nacional de Imunizações, Departamento de Vigilância Epidemiológica, Secretaria de Vigilância em Saúde, Ministério da Saúde. Campanha Nacional de Vacinação Contra a Influenza: informe técnico. 21a ed. Brasília: Ministério da Saúde; 2019.

Prass L, Menezes HS, Abegg MP, Gomes MB, Souza WC, Cirino SLMB. Efetividade da vacina contra influenza em idosos em Porto Alegre. Rev AMRIGS 2010;54(4):388-92.

Mansur AP, Favarato D, Ramires JAF. Vacina contra o vírus da influenza e mortalidade por doenças cardiovasculares na cidade de São Paulo. Arq Bras Cardiol 2009;93(4):395-99. https://dx.doi.org/10.1590/S0066-782X2009001000013 DOI: https://doi.org/10.1590/S0066-782X2009001000013

Francisco PMSB, Donalisio MR, Lattorre MRDO. Impacto da vacinação contra influenza na mortalidade por doenças respiratórias em idosos. Rev Saúde Pública 2005;39:75-81. https://dx.doi.org/10.1590/S0034-89102005000100010 DOI: https://doi.org/10.1590/S0034-89102005000100010

Francisco PMSB, Donalisio MR, Lattorre MRDO. Internações por doenças respiratórias em idosos e a intervenção vacinal contra influenza no estado de São Paulo. Rev Bras Epidemiol 2004;7:220-27. https://dx.doi.org/10.1590/S1415-790X2004000200011 DOI: https://doi.org/10.1590/S1415-790X2004000200011

Luna EJA, Gattás VL. Effectiveness of the Brazilian influenza vaccination policy, a systematic review. Rev Inst Med trop S Paulo 2010;52(4):175-81. http://dx.doi.org/10.1590/S0036-46652010000400002 DOI: https://doi.org/10.1590/S0036-46652010000400002

Zangiabadian M, Nejadghaderi SA, Mirsaeidi M, Hajikhani B, Goudarzi M, Goudarzi H, et al. Protective effect of influenza vaccination on cardiovascular diseases: a systematic review and meta-analysis. Sci Rep 2020;10(1):20656. https://doi.org/10.1038/s41598-020-77679-7 DOI: https://doi.org/10.1038/s41598-020-77679-7

Carvalho JN, Roncalli ÂG, Cancela MC, Souza DL. Prevalence of multimorbidity in the Brazilian adult population according to socioeconomic and demographic characteristics. PloS One 2017;12(4):e0174322. https://doi.org/10.1371/journal.pone.0174322 DOI: https://doi.org/10.1371/journal.pone.0174322

Agarwal D, Schmader KE, Kossenkov AV, Doyle S, Kurupati R, Ertl HCJ. Immune response to influenza vaccination in the elderly is altered by chronic medication use. Immunity & Ageing 2018;15(19):1-13. https://doi.org/10.1186/s12979-018-0124-9 DOI: https://doi.org/10.1186/s12979-018-0124-9

Machado A, Kislaya I, Larrauri A, Dias CM, Nunes B. Impact of national influenza vaccination strategy in severe influenza outcomes among the high-risk Portuguese population. BMC Public Health 2019;19:1690. https://doi.org/10.1186/s12889-019-7958-8 DOI: https://doi.org/10.1186/s12889-019-7958-8

Bacurau AGM, Francisco PMSB. Prevalência de vacinação contra a influenza em idosos brasileiros com doenças crônicas. Cad Saúde Pública 2019;35(4):e00230518. https://doi.org/10.1590/0102-311x00230518 DOI: https://doi.org/10.1590/0102-311x00230518

Egici MT, Taş BG, Özkarafakılı MA, Öztürk GZ. Evaluation of Factors Affecting Adult Immunization. Haydarpasa Numune Med J 2018;58(3):128-32. https://doi.org/10.14744/hnhj.2018.34713 DOI: https://doi.org/10.14744/hnhj.2018.34713

Pandolfi E, Marino MG, Carloni E, Romano M, Gesualdo F, Borgia P, et al. The effect of physician's recommendation on seasonal influenza immunization in children with chronic diseases. BMC Public Health 2012;12:984. https://doi.org/10.1186/1471-2458-12-984 DOI: https://doi.org/10.1186/1471-2458-12-984

Francisco PMSB, Barros MBA, Cordeiro MRD. Vacinação contra influenza em idosos: prevalência, fatores associados e motivos da não-adesão em Campinas, São Paulo, Brasil. Cad Saúde Pública 2011;27(3):417-26. http://dx.doi.org/10.1590/S0102-311X2011000300003 DOI: https://doi.org/10.1590/S0102-311X2011000300003

Moura RF, Andrade FB, Duarte YAO, Lebrão ML, Antunes JLF. Fatores associados à adesão à vacinação anti-influenza em idosos não institucionalizados, São Paulo, Brasil. Cad Saúde Pública 2015;31(10):2157-68. https://dx.doi.org/10.1590/0102-311X00065414 DOI: https://doi.org/10.1590/0102-311X00065414

Sato APS, Antunes JLF, Lima-Costa MFF, Andrade FB. Influenza vaccine uptake among older adults in Brazil: Socioeconomic equality and the role of preventive policies and public services. J Infect Public Health 2019;19:1152. https://doi.org/10.1016/j.jiph.2019.07.022 DOI: https://doi.org/10.1016/j.jiph.2019.07.022

Andrade FB, Sato APS, Moura RF, Antunes JLF. Correlates of influenza vaccine uptake among community-dwelling older adults in Brazil. Human Vaccin Immunother 2017;13(1):103-10. https://doi.org/10.1080/21645515.2016.1228501 DOI: https://doi.org/10.1080/21645515.2016.1228501

Secretaria Municipal de Saúde de Campinas (SP). Coordenadoria de informação e informática. Sistema de informação TabNet. População por Faixa Etária e Sexo das Áreas de Abrangência dos CS e Distritos de Saúde, 2000-2018. [Internet]. [acessado em 09 dez. 2019]. Disponível em: http://tabnet.campinas.sp.gov.br/dh?populacao/pop3.def

Prefeitura Municipal de Campinas (SP). Secretaria Municipal de Saúde de Campinas. Departamento de Vigilância em Saúde. Campanha Nacional de Vacinação contra a Influenza 2019. [Internet]. [acessado em 25 fev. 2021] Disponível em: http://www.saude.campinas.sp.gov.br/saude/eventos/eventos_2019/campanha_influenza_2019/campanha_influenza_2019_orientacoes.pdf

Donalisio MR, Ruiz T, Cordeiro R. Fatores associados à vacinação contra influenza em idosos em município do Sudeste do Brasil. Rev Saúde Pública 2006;40(1):115-9. https://dx.doi.org/10.1590/S0034-89102006000100018 DOI: https://doi.org/10.1590/S0034-89102006000100018

Bertoldo G, Pesce A, Pepe A, Pelullo CP, Di Giuseppe G, The Collaborative Working Group. Seasonal influenza: Knowledge, attitude and vaccine uptake among adults with chronic conditions in Italy. PLoS One 2019;14(5):e0215978. https://dx.doi.org/10.1371/journal.pone.0215978 DOI: https://doi.org/10.1371/journal.pone.0215978

Malta DC, Gonçalves RPF, Machado IE, Freitas MIF, Azeredo C, Szwarcwald CL. Prevalência da hipertensão arterial segundo diferentes critérios diagnósticos, Pesquisa Nacional de Saúde. Rev bras epidemiol 2018;21(Suppl1):e180021. http://dx.doi.org/10.1590/1980-549720180021.supl.1 DOI: https://doi.org/10.1590/1980-549720180021.supl.1

Nunes BP, Batista SRR, Andrade FB, Souza Junior PRB, Lima-Costa MF, Facchini LA. Multimorbidade em indivíduos com 50 anos ou mais de idade: ELSI-Brasil. Rev Saúde Pública 2018;52(Suppl 2):10s. https://dx.doi.org/10.11606/s1518-8787.2018052000637 DOI: https://doi.org/10.11606/s1518-8787.2018052000637

Paiva MM. Quedas, condições de saúde e qualidade de vida em idosos: estudo de base populacional de Campinas, São Paulo [tese]. Campinas: Universidade Estadual de Campinas; 2019.

Prado MAMB, Francisco PMSB, Barros MBA. Diabetes em idosos: uso de medicamentos e risco de interação medicamentosa. Ciênc Saúde Coletiva 2016;21(11):3447-58. https://dx.doi.org/10.1590/1413-812320152111.24462015 DOI: https://doi.org/10.1590/1413-812320152111.24462015

Malta DC, Stopa SR, Pereira CA, Szwarcwald CL, Oliveira M, Reis AC. Cobertura de Planos de Saúde na população brasileira, segundo a Pesquisa Nacional de Saúde, 2013. Ciênc saúde coletiva 2017;22(1):179-90. https://dx.doi.org/10.1590/1413-81232017221.16782015 DOI: https://doi.org/10.1590/1413-81232017221.16782015

Malta DC, Bernal RTI, Lima MG, Araújo SSC, Silva MMA, Freitas MIF, et al. Doenças crônicas não transmissíveis e a utilização de serviços de saúde: análise da Pesquisa Nacional de Saúde no Brasil. Rev Saúde Pública 2017;51(Suppl 1):4s.

Sousa NFS, Lima MG, Cesar CLG, Barros MBA. Envelhecimento ativo: prevalência e diferenças de gênero e idade em estudo de base populacional. Cad Saúde Pública 2018;34(11):e00173317. https://dx.doi.org/10.1590/0102-311x00173317 DOI: https://doi.org/10.1590/0102-311x00173317

Napolitano F, Della Polla G, Capano MS, Augimeri M, Angelillo IF. Vaccinations and Chronic Diseases: Knowledge, Attitudes, and Self-Reported Adherence among Patients in Italy. Vaccines (Basel) 2020;8(4):560. https://doi.org/10.3390/vaccines8040560 DOI: https://doi.org/10.3390/vaccines8040560

Camargos MCS, Gonzaga MR, Costa JV, Bomfim WC. Estimativas de expectativa de vida livre de incapacidade funcional para Brasil e Grandes Regiões, 1998 e 2013. Ciênc Saúde Colet 2019;24(3):737-47. http://dx.doi.org/10.1590/1413-81232018243.07612017 DOI: https://doi.org/10.1590/1413-81232018243.07612017

Souza PA, Gandra B, Chaves ACC. Experiências sobre imunização e o papel da Atenção Primária à Saúde. APS Rev 2020;2(3):267-71. https://doi.org/10.14295/aps.v2i3.57 DOI: https://doi.org/10.14295/aps.v2i3.57

Facchini LA, Tomasi E, Dilélio AS. Qualidade da Atenção Primária à Saúde no Brasil: avanços, desafios e perspectivas. Saúde Debate 2018;42(spe1):208-23. https://doi.org/10.1590/0103-11042018S114 DOI: https://doi.org/10.1590/0103-11042018s114

Gonçalves VSS, Andrade KRC, Carvalho KMB, Silva MT, Pereira MG, Galvao TF. Accuracy of self-reported hypertension: a systematic review and meta-analysis. J Hypertens 2018;36(5):970-78. https://dx.doi.org/10.1097/HJH.0000000000001648 DOI: https://doi.org/10.1097/HJH.0000000000001648

Galenkamp H, Huisman M, Braam AW, Schellevis FG, Deeg DJ. Disease prevalence based on older people's self-reports increased, but patient-general practitioner agreement remained stable, 1992-2009. J Clin Epidemiol 2014;67(7):773-80. https://dx.doi.org/10.1016/j.jclinepi.2014.02.002 DOI: https://doi.org/10.1016/j.jclinepi.2014.02.002

Publicado

2022-06-06

Como Citar

1.
Bacurau AG de M, Francisco PMSB. Doenças crônicas em idosos e vacinação contra a influenza: orientação dos profissionais de saúde e o papel da mídia . Rev Bras Med Fam Comunidade [Internet]. 6º de junho de 2022 [citado 13º de agosto de 2022];17(44):2819. Disponível em: https://rbmfc.org.br/rbmfc/article/view/2819

Edição

Seção

Artigos de Pesquisa