Impactos da ausência do Núcleo de Apoio à Saúde da Família no contexto da pandemia de COVID-19

Autores

DOI:

https://doi.org/10.5712/rbmfc17(44)3033

Palavras-chave:

Atenção Primária à Saúde, Continuidade da Assistência ao Paciente, Infecções por Coronavirus, Equipe de assistência ao paciente.

Resumo

A COVID-19 trouxe um panorama desafiador e incerto para o mundo — especialmente no Brasil, em que, por conta do descrédito de medidas comprovadamente efetivas e políticas negacionistas, o cenário pandêmico tem sido devastador. Apesar disso, o País conta com muitas potencialidades para o enfrentamento da crise sanitária, notadamente por meio da Atenção Primária à Saúde. Um dos destaques seriam os Núcleos de Apoio à Saúde da Família, que poderiam atender às demandas multidimensionais da população, evidenciando-se aquelas causadas ou agravadas pela pandemia. No entanto, os Núcleos de Apoio à Saúde da Família, criados em 2008, foram intensamente prejudicados pela Portaria nº 2.979, de novembro de 2019, e da Nota Técnica nº 3/2020, da Secretaria de Atenção Primária à Saúde, que representaram, em síntese, a desestruturação da Atenção Primária à Saúde. Assim, objetivamos demonstrar a importância dos Núcleos de Apoio à Saúde da Família e os impactos de sua ausência no cenário pós-pandêmico.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Métricas

Carregando Métricas ...

Biografia do Autor

Mariana de Paula Santana, Universidade Federal de Mato Grosso do Sul – Pioneiros (MS), Brasil.

Acadêmica de Medicina, Campus de Três Lagoas, Universidade Federal de Mato Grosso do Sul

Aline Martins Alves, Universidade Federal de Mato Grosso do Sul – Pioneiros (MS), Brasil.

Acadêmica de Medicina, Campus de Três Lagoas, Universidade Federal de Mato Grosso do Sul

Isadora Cecília Salgado Gama, Universidade Federal de Mato Grosso do Sul – Pioneiros (MS), Brasil.

Acadêmica de Medicina, Campus de Três Lagoas, Universidade Federal de Mato Grosso do Sul

Natália Varreira Parduci, Universidade Federal de Mato Grosso do Sul – Pioneiros (MS), Brasil.

Acadêmica de Medicina, Campus de Três Lagoas, Universidade Federal de Mato Grosso do Sul

Mônica Mussolini Larroque, Universidade Federal de Mato Grosso do Sul – Pioneiros (MS), Brasil.

Docente do curso de Graduação em Medicina, Campus de Três Lagoas, Universidade Federal de Mato Grosso do Sul. 

Bruna Moretti Luchesi, Universidade Federal de Mato Grosso do Sul – Pioneiros (MS), Brasil.

Docente do curso de Graduação em Medicina e do Programa de Pós-Graduação em Enfermagem, Campus de Três Lagoas, Universidade Federal de Mato Grosso do Sul.

Referências

Frater JL, Zini G, D’Onofrio G, Rogers HJ. COVID-19 and the clinical hematology laboratory. Int J Lab Hematol 2020;42(Suppl.1):11–18. https://doi.org/10.1111/ijlh.13229. DOI: https://doi.org/10.1111/ijlh.13229

World Health Organization. Coronavirus disease (COVID-19) situation dashboard. Genebra: World Health Organization; 2021.

Brasil. Painel de casos de doença pelo coronavírus 2019 (COVID-19) [Internet].2021 [acessado em 2 dez. 2021]. Disponível em: https://covid.saude.gov.br/

Ventura D, Aith F, Reis R. The catastrophic Brazilian response to covid-19 may amount to a crime against humanity., Londres: The BMJ Opinion; 2021 [acessado em 8 abr. 2021]. Disponível em:https://blogs.bmj.com/bmj/2021/04/05/the-catastrophic-brazilian-response-to-covid-19-may-amount-to-a-crime-against-humanity/.

Medina MG, Giovanella L, Bousquat A, Mendonça MHM, Aquino R. Atenção primária à saúde em tempos de COVID-19: o que fazer? Cad Saúde Pública. 2020;36(8):e00149720. https://doi.org/10.1590/0102-311x00149720. DOI: https://doi.org/10.1590/0102-311x00149720

Brasil. Portaria nº 154, de 24 de janeiro de 2008 [Internet]. 2008 [acessado em 31 mar. 2021]. Disponível em: http://bvsms.saude.gov.br/bvs/saudelegis/gm/2008/prt0154_24_01_2008.html.

Brasil. Saúde na escola / Ministério da Saúde, Secretaria de Atenção à Saúde, Departamento de Atenção Básica [internet]. Brasília: Ministério da Saúde; 2009 [acessado em 3 ago. 2022]. Disponível em: https://bvsms.saude.gov.br/bvs/publicacoes/caderno_atencao_basica_diretrizes_nasf.pdf

Arce VAR, Teixeira CF. Práticas de saúde e modelo de atenção no âmbito do Núcleo de Apoio à Saúde da Família em Salvador (BA). Saúde Debate 2017;41(Spe 3):228-40. https://doi.org/10.1590/0103-11042017S317 DOI: https://doi.org/10.1590/0103-11042017s317

Brasil. Portaria nº 2.436, de 21 de setembro de 2017 [Internet]. 2017 [acessado em 6 abr. 2021]. Disponível em: http://bvsms.saude.gov.br/bvs/saudelegis/gm/2017/prt2436_22_09_2017.html

Brasil. Portaria nº 2.979, de 12 de novembro de 2019 [Internet]. 2019 [acessado em 6 abr. 2021]. Disponível em: http://bvsms.saude.gov.br/bvs/saudelegis/gm/2019/prt2979_13_11_2019.html

Brasil.. Nota Técnica nº 3 de 28 de janeiro de 2020 [Internet]. 2020 [acessado em 2 abr. 2021]. Disponível em: http://189.28.128.100/dab/docs/portaldab/documentos/NT_NASF-AB_Previne_Brasil.pdf.

Moreira DC, Bispo-Júnior JP, Nery AA, Cardoso JP. Avaliação do trabalho dos Núcleos Ampliados de Saúde da Família e Atenção Básica (NASF-AB) por usuários, segundo os atributos da atenção primária. Cad Saúde Pública 2020;36(12):e00031420. https://doi.org/10.1590/0102-311x00031420 DOI: https://doi.org/10.1590/0102-311x00031420

Brasil. Portaria n.3124, 28 de dezembro de 2012 [Internet]. 2012 [acessado em 1 abr. 2021]. Disponível em: http://bvsms.saude.gov.br/bvs/saudelegis/gm/2012/prt3124_28_12_2012.html

Melo EA, Atila LM, Silva M, Limeira RMN. Dez anos dos Núcleos de Apoio à Saúde da Família (Nasf): problematizando alguns desafios. Saúde Debate 2018;42(Spe1):328-40. https://doi.org/10.1590/0103-11042018S122 DOI: https://doi.org/10.1590/0103-11042018s122

Souza TS, Medina MG. Nasf: fragmentação ou integração do trabalho em saúde na APS?. Saúde Debate 2018;42(Spe2):145-58. https://doi.org/10.1590/0103-11042018S210 DOI: https://doi.org/10.1590/0103-11042018s210

Santos RABG, Uchôa-Figueiredo LR, Lima LC. Apoio matricial e ações na atenção primária: experiência de profissionais de ESF e Nasf. Saúde Debate 2017;41(114):694-706. https://doi.org/10.1590/0103-1104201711402 DOI: https://doi.org/10.1590/0103-1104201711402

Almeida ER de, Medina MG. A gênese do Núcleo de Apoio à Saúde da Família (NASF) na agenda da atenção primária à saúde brasileira. Cad Saúde Pública 2021;37(10):e00310820. https://doi.org/10.1590/0102-311X00310820 DOI: https://doi.org/10.1590/0102-311x00310820

Fernandes ETP, Souza MNL, Rodrigues SM. Práticas de grupo do Núcleo de Apoio à Saúde da Família: perspectiva do usuário. Physis 2019;29(1):e290115. https://doi.org/10.1590/S0103-73312019290115 DOI: https://doi.org/10.1590/s0103-73312019290115

Brasil. Tire suas dúvidas sobre o novo financiamento [Internet]. 2019 [acessado em 2 dez. 2021]. Disponível em: https://aps.saude.gov.br/noticia/6334

Seta, MH, Ocké-Reis CO, Ramos AP. Programa Previne Brasil: o ápice das ameaças à Atenção Primária à Saúde? Ciênc Saúde Coletiva 2021;26(Suppl 2):3781-6. https://doi.org/10.1590/1413-81232021269.2.01072020 DOI: https://doi.org/10.1590/1413-81232021269.2.01072020

Melo EA, Almeida PF, Lima LD, Giovanella L. Reflexões sobre as mudanças no modelo de financiamento federal da Atenção Básica à Saúde no Brasil. Saúde Debate 2020;43(Spe5):137-44. https://doi.org/10.1590/0103-11042019S5 DOI: https://doi.org/10.1590/0103-11042019s512

Mazza DAA, Carvalho BG, Carvalho MN, Mendonça FF. Aspectos macro e micropolíticos na organização do trabalho no NASF: o que a produção científica revela? Physis 2020;30(4):e300405. https://doi.org/10.1590/s0103-73312020300405 DOI: https://doi.org/10.1590/s0103-73312020300405

Brasil. Cadastro Nacional de Estabelecimentos de Saúde – CNES/SUS. 2021 [acessado em 3 abr. 2021]. Disponível em: www.datasus.gov.br

Brasil. Gabinete do Ministro. Portaria nº 256, de 11 de março de 2013. [acessado em 3 abr. 2021]. Disponível em: https://bvsms.saude.gov.br/bvs/saudelegis/sas/2013/prt0256_11_03_2013.html

Brasil. Gabinete do Ministro. Portaria nº 99, de 07 de fevereiro de 2020. 2020 [acessado em 3 abr. 2021]. Disponível em: https://www.in.gov.br/en/web/dou/-/portaria-n-99-de-7-de-fevereiro-de-2020-242574079

Brasil. Gabinete do Ministro. Portaria nº 37, de 18 de janeiro de 2021. 2021[acessado em 3 abr. 2021]. Disponível em: https://www.in.gov.br/en/web/dou/-/portaria-n-37-de-18-de-janeiro-de-2021-299987615

Xiong Q, Xu M, Li J, Liu Y, Zhang J, Xu Y, et al. Clinical sequelae of COVID-19 survivors in Wuhan, China: a single-centre longitudinal study. Clin Microbiol Infect 2021;27(1):89-95. https://doi.org/10.1016/j.cmi.2020.09.023. DOI: https://doi.org/10.1016/j.cmi.2020.09.023

Fontes WHA, Assis PCP, Santos EP, Maranhão TLG, Lima-Júnior J, Gadelha MSV. Perdas, mortes e luto durante a Pandemia de Covid-19: uma revisão da literatura. Rev Mult Psic 2020;14(51):303-17. https://doi.org/10.14295/idonline.v14i51.2557 DOI: https://doi.org/10.14295/idonline.v14i51.2557

Santana AV, Fontana AD, Pitta F. Reabilitação pulmonar pós-COVID-19. J Bras Pneumol 2021;47(1):e20210034. https://doi.org/10.36416/1806-3756/e20210034 DOI: https://doi.org/10.36416/1806-3756/e20210034

Virginio JPA, Lopes AIS, Carvalho JLB, Andrade J, Lima MG, Bolina AF. Vulnerabilidade social e cobertura do núcleo ampliado de saúde da família e atenção básica. Enferm Foco 2021;12(2):297-304. https://doi.org/10.21675/2357-707X.2021.v12.n2.3955 DOI: https://doi.org/10.21675/2357-707X.2021.v12.n2.3955

Vendruscolo C, Ferraz F, Tesser CD, Trindade LL. Núcleo ampliado de saúde da família: espaço de interseção entre atenção primária e secundária. Texto contexto – Enferm 2019; 28:e20170560. http://doi.org/10.1590/1980-265X-TCE-2017-0560 DOI: https://doi.org/10.1590/1980-265x-tce-2017-0560

Moretti PGS, Fedosse E. Núcleos de Apoio à Saúde da Família: impactos nas internações por causas sensíveis à atenção básica. Fisioter Pesqui 2016;23(3):241-7. https://doi.org/10.1590/1809-2950/14662023032016 DOI: https://doi.org/10.1590/1809-2950/14662023032016

Buss PM, Hartz ZMA, Pinto LF, Rocha CMF. Promoção da saúde e qualidade de vida: uma perspectiva histórica ao longo dos últimos 40 anos (1980-2020). Ciênc Saúde Coletiva 2020;25(12):4723-35. https://doi.org/10.1590/1413-812320202512.15902020 DOI: https://doi.org/10.1590/1413-812320202512.15902020

Downloads

Publicado

2022-09-29

Como Citar

1.
Santana M de P, Alves AM, Gama ICS, Parduci NV, Larroque MM, Luchesi BM. Impactos da ausência do Núcleo de Apoio à Saúde da Família no contexto da pandemia de COVID-19. Rev Bras Med Fam Comunidade [Internet]. 29º de setembro de 2022 [citado 9º de dezembro de 2022];17(44):3033. Disponível em: https://rbmfc.org.br/rbmfc/article/view/3033

Edição

Seção

Perspectivas

Plaudit