Os limites da prevenção

50 anos da Lei de Hart

Autores

  • Alessandro da Silva Scholze Universidade do Vale do Itajaí – Itajaí (SC), Brasil.

DOI:

https://doi.org/10.5712/rbmfc17(44)3161

Palavras-chave:

Acesso aos serviços de saúde, Atenção Primária de Saúde, Fatores socioeconômicos, Prevenção

Resumo

Em 1971, Hart publicou um artigo propondo a Lei dos Cuidados Inversos, segundo a qual “a oferta de cuidados médicos de qualidade tenderia a variar inversamente às necessidades da população atendida”. Ao longo dos últimos 50 anos, o texto foi citado com frequência crescente na literatura. Apresentamos aqui uma perspectiva de como as reflexões de Hart se articulam com as mudanças na Prevenção ao longo desse período, especialmente no que toca à Atenção Primária em Saúde.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Métricas

Carregando Métricas ...

Biografia do Autor

Alessandro da Silva Scholze, Universidade do Vale do Itajaí – Itajaí (SC), Brasil.

Possui graduação em Medicina pela Universidade Federal de Santa Maria (1996); título de Especialista em Clínica Médica - área de concentração Gastroenterologia, pela Universidade Federal de Santa Maria (1999); título de Especialista em Medicina Familiar e Comunitária pela Sociedade Brasileira de Medicina de Família e Comunidade (2005) e Mestrado em Saúde e Gestão do Trabalho pela Universidade do Vale do Itajaí (2005). Atualmente é médico do Programa Saúde da Família da Prefeitura Municipal de Itajaí e professor da Universidade do Vale do Itajaí. Tem experiência na área de Medicina, com ênfase em Medicina da Família e Clínica Médica - Gastroenterologia, atuando principalmente nos seguintes temas: Estratégia Saúde da Família e Medicina de Família e Comunidade.

Currículo Lattes: http://lattes.cnpq.br/5117145610747281

Referências

Hart JT. The inverse care law. Lancet 1971;1(7696):405-12. https://doi.org/10.1016/s0140-6736(71)92410-x DOI: https://doi.org/10.1016/S0140-6736(71)92410-X

Maia MFS, Caregnato SE. Desigualdade no acesso aos serviços de saúde: estudo bibliométrico sobre a lei dos cuidados inversos. In: XI Encontro Nacional de Pesquisa em Ciência da Informação, 2010 out 25-28, Rio de Janeiro, Brasil. Rio de Janeiro: IBICT; 2010. Disponível em: http://repositorio.furg.br/handle/1/7787

Barbosa LMM, Machado CB. Glossário de epidemiologia e saúde. In: Rouquayrol MZ, Gurgel M, orgs. Epidemiologia e saúde. 7a ed. Rio de Janeiro: MedBook; 2013. p. 663-98.

Leavell H, Clark EG. Medicina preventiva. São Paulo: McGraw-Hill; 1976.

Lalonde M. El concepto de ‘campo de la salud’: una perspectiva canadense. In: Organización Panamericana de la Salud. Promoción de la salud: una antología. Washington: Organización Panamericana de la Salud; 1996. p. 3-5.

Dever GEA. An epidemiological model for health policy analysis. Soc Indic Res 1976;2(4):453-66. https://doi.org/10.1007/BF00303847 DOI: https://doi.org/10.1007/BF00303847

Lefevre F, Lefevre AMC. Promoção de saúde: a negação da negação. Rio de Janeiro: Vieira & Lent, 2004.

Pickett KE, Wilkinson RG. Income inequality and health: a causal review. Soc Sci Med 2015;128:316-26. https://doi.org/10.1016/j.socscimed.2014.12.031 DOI: https://doi.org/10.1016/j.socscimed.2014.12.031

Jamoulle M, Gomes LF. Prevenção quaternária e limites em medicina. Rev Bras Med Fam Comunidade 2013;9(31):186-91. https://doi.org/10.5712/rbmfc9(31)867 DOI: https://doi.org/10.5712/rbmfc9(31)867

Moynihan R, Doust J, Henry D. Preventing overdiagnosis: how to stop harming the healthy. BMJ 2012;344:e3502. https://doi.org/10.1136/bmj.e3502 DOI: https://doi.org/10.1136/bmj.e3502

Ross F. Kate Raworth – doughnut economics: seven ways to think like a 21st century economist (2017). Regional and Business Studies 2019;11(2):81-6. https://doi.org/10.33568/rbs.2409 DOI: https://doi.org/10.33568/rbs.2409

Gérvas J, Fernández MP. São e salvo: e livre de intervenções médicas desnecessárias. Porto Alegre: Artmed. 2016.

Macinko J, Harris MJ. Brazil's family health strategy--delivering community-based primary care in a universal health system. N Engl J Med 2015;372(23):2177-81. https://doi.org/10.1056/NEJMp1501140 DOI: https://doi.org/10.1056/NEJMp1501140

Publicado

2022-12-20

Como Citar

1.
da Silva Scholze A. Os limites da prevenção: 50 anos da Lei de Hart. Rev Bras Med Fam Comunidade [Internet]. 20º de dezembro de 2022 [citado 29º de janeiro de 2023];17(44):3161. Disponível em: https://rbmfc.org.br/rbmfc/article/view/3161

Edição

Seção

Artigos de Pesquisa

Plaudit