45 anos de Medicina de Família e Comunidade e 40 anos da Sociedade Brasileira de Família e Comunidade

papel, desafios e perspectivas no processo de fortalecimento e qualificação da Atenção Primária e do Sistema Único de Saúde no Brasil

Autores

  • Maria Inez Padula Anderson Faculdade de Ciências Médicas, Universidade do Estado do Rio de Janeiro (UERJ), Rio de Janeiro, RJ, Brasil.
  • Leonardo Cançado Monteiro Savassi Universidade Federal de Ouro Preto (UFOP); Universidade Aberta do SUS (UNASUS). Ouro Preto, MG, Brasil https://orcid.org/0000-0001-6780-0377

DOI:

https://doi.org/10.5712/rbmfc16(1)3244

Palavras-chave:

Medicina de Família e Comunidade, Sociedade Brasileira de Família e Comunidade

Resumo

No ano comemorativo dos 40 anos da Sociedade Brasileira de Medicina de Família e Comunidade (SBMFC) e dos 45 anos da Medicina de Família e Comunidade (MFC) como especialidade no Brasil, este artigo, na forma de entrevistas, traz visões e percepções sobre os programas de residência em MFC e a participação da especialidade na graduação, na pesquisa na gestão em saúde. Os entrevistados e entrevistadas, aqui, estão representando o passado, o presente e o futuro da MFC e da SBMFC[1]. São profissionais que se relacionam com sua história nestes 40/45 anos, considerando algumas de suas funções na MFC e da SBMFC nesse período. Suas relações com a MFC e a SBMFC podem ser lidas no Editorial desta edição comemorativa. Neste bloco, respondem a perguntas que abrangem os desafios enfrentados, os avanços e as perspectivas da MFC e da SBMFC no fortalecimento e na qualificação da Atenção Primária e do Sistema de Saúde como um todo.

 

Downloads

Não há dados estatísticos.

Métricas

Carregando Métricas ...

Referências

..

Publicado

2021-12-03

Como Citar

1.
Anderson MIP, Savassi LCM. 45 anos de Medicina de Família e Comunidade e 40 anos da Sociedade Brasileira de Família e Comunidade: papel, desafios e perspectivas no processo de fortalecimento e qualificação da Atenção Primária e do Sistema Único de Saúde no Brasil. Rev Bras Med Fam Comunidade [Internet]. 3º de dezembro de 2021 [citado 17º de janeiro de 2022];16(1):7-17. Disponível em: https://rbmfc.org.br/rbmfc/article/view/3244