Análise retrospectiva de um programa para cessação do tabagismo em município do leste mineiro

um estudo retrospectivo transversal

Autores

  • Rayane Castro Universidade Federal de Juiz de Fora, Campus Avançado de Governador Valadares – Governador Valadares (MG), Brasil. https://orcid.org/0000-0002-8452-2740
  • Andressa Silva de Oliveira Universidade Federal de Minas Gerais – Belo Horizonte (MG), Brasil. https://orcid.org/0000-0003-3914-5445
  • Rafael Marins Rezende Universidade Federal de Juiz de Fora, Campus Avançado de Governador Valadares – Governador Valadares (MG), Brasil. https://orcid.org/0000-0002-4646-2193
  • Xellen Cunha Muniz Universidade Federal de Juiz de Fora, Campus Avançado de Governador Valadares – Governador Valadares (MG), Brasil. https://orcid.org/0000-0002-3352-9627
  • Thátila Canuto Gomes Pereira Universidade Federal de Juiz de Fora, Campus Avançado de Governador Valadares – Governador Valadares (MG), Brasil.
  • Leonor Eliza de Assis Abi Ali Secretaria de Saúde Bucal de Governador Valadares – Governador Valadares (MG), Brasil. https://orcid.org/0000-0002-1801-8319
  • Ludimila Forechi Universidade Federal de Juiz de Fora, Campus Avançado de Governador Valadares – Governador Valadares (MG), Brasil.

DOI:

https://doi.org/10.5712/rbmfc17(44)3389

Palavras-chave:

Tabagismo, Terapia Cognitivo-Comportamental, Atenção primária à saúde.

Resumo

Introdução: O programa “Deixando de Fumar sem Mistérios” foi desenvolvido para ajudar os participantes a cessar o tabagismo. Objetivo: Avaliar o número de participantes que cessaram o tabagismo após 12 meses do programa “Deixando de Fumar sem Mistérios”, mensurar o nível atual de dependência da nicotina dos que não cessaram o hábito e detectar os fatores envolvidos na falta de adesão ao programa. Metodologia: Entrevista foi realizada com 39 participantes do programa “Deixando de Fumar sem Mistérios” em um município mineiro, para a aplicação do teste de Fagerström e de questionário sobre o funcionamento do programa. A análise dos dados foi realizada por meio do cálculo das frequências absolutas (n) e relativas (%). Resultados: Dos entrevistados, 23% relataram ter parado de fumar, 51% não faltaram às reuniões, e 74% declararam satisfação com o resultado do programa. O nível de dependência do tabaco dos participantes que não cessaram o tabagismo foi moderado (5,2±2,8 pontos), com consumo médio de 22,9±17,3 cigarros/dia e 35,0±15,5 anos de consumo. Os fatores que mais contribuíram para a falta de adesão foram questões logísticas (56%) e crenças pessoais (36%). Conclusão: O grau de satisfação com o programa foi elevado. A desatualização cadastral dificultou o contato com grande parte dos participantes, evidenciando a necessidade de adaptações logísticas para que o programa contribua mais efetivamente com a cessação do tabagismo dos participantes.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Métricas

Carregando Métricas ...

Referências

Ismael SMC, Quayle J. A efetividade da intervenção psicológica no tratamento do tabagismo. Rev Soc Cardiol Estado São Paulo 2013; 23(2 Supl A):25-9.

Brasil. Deixando de fumar sem mistérios – Manual do coordenador. Brasília: Ministério da Saúde; 2004.

Arendartchuk D, Ayala ALM. Fatores associados à cessação do tabagismo entre participantes de um programa antitabagista em uma Unidade Básica de Saúde de Joinville – SC. Rev APS 2020;21(4):570-89. https://doi.org/10.34019/1809-8363.2018.v21.16566 DOI: https://doi.org/10.34019/1809-8363.2018.v21.16566

Wittkowski L, Dias CRS. Avaliação dos resultados obtidos nos grupos de controle do tabagismo realizados numa unidade de saúde de Curitiba-PR. Rev Bras Med Família e Comunidade 2018;12(39):1-11. https://doi.org/10.5712/rbmfc12(39)1463 DOI: https://doi.org/10.5712/rbmfc12(39)1463

Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Cidade e Estados [Internet]. 2021 [acessado em 18 ago. 2021]. Disponível em: https://www.ibge.gov.br/cidades-e-estados/mg/governador-valadares.html

Ferreira PL, Quintal C, Lopes I, Taveira N. Teste de dependência à nicotina: validação linguística e psicométrica do teste de Fagerström. Rev Port Saúde Pública. 2009;27(2):37-56.

Pinto M, Ugá MAD. Os custos de doenças tabaco-relacionadas para o Sistema Único de Saúde. Cad Saúde Pública. 2010;26(6):1234-45. https://doi.org/10.1590/S0102-311X2010000600016 DOI: https://doi.org/10.1590/S0102-311X2010000600016

Silva LCC, Araújo AJ, Queiroz ÂMD, Sales MPU, Castellano MVCO. Smoking control: challenges and achievements. J Bras Pneumol 2016;42(4):290-8. https://doi.org/10.1590/S1806-37562016000000145 DOI: https://doi.org/10.1590/s1806-37562016000000145

Panaino EF, Soares CB, Campos CMS. Contextos de início do consumo de tabaco em diferentes grupos sociais. Rev Lat Am Enfermagem 2014;22(3):379-85. https://doi.org/10.1590/0104-1169.3205.2427 DOI: https://doi.org/10.1590/0104-1169.3205.2427

Spink MJP. Ser fumante em um mundo antitabaco: reflexões sobre riscos e exclusão social. Saúde e Soc 2010;19(3):481-96. https://doi.org/10.1590/S0104-12902010000300002 DOI: https://doi.org/10.1590/S0104-12902010000300002

Malta DC, Stopa SR, Santos MAS, Andrade SSCA, Oliveira TP, Cristo EB, et al. Evolução de indicadores do tabagismo segundo inquéritos de telefone, 2006-2014. Cad Saude Publica 2017;33:S162-73.

Menegazzo GR, Laura M, Fagundes B. Desigualdades socioeconômicas associadas ao hábito de fumar em brasileiros com 50 anos ou mais. Rev Atenção à Saúde 2020;18(66):172-82. https://doi.org/10.1590/0102-311X00134915 DOI: https://doi.org/10.1590/0102-311x00134915

Pawlina MMC, Rondina RC, Espinosa MM, Botelho C. Abandonment of nicotine dependence treatment: A cohort study. São Paulo Med J 2016;134(1):47-55. https://doi.org/10.1590/1516-3180.2015.00830309 DOI: https://doi.org/10.1590/1516-3180.2015.00830309

França SAS, Neves ALF, Souza TAS, Martins NCN, Carneiro SR, Sarges ESNF, et al. Factors associated with smoking cessation. Rev Saúde Pública 2015;49(1):10 https://doi.org/10.1590/S0034-8910.2015049004946 DOI: https://doi.org/10.1590/S0034-8910.2015049004946

Silva ST, Martins MC, Faria FR, Cotta RMM. Combate ao Tabagismo no Brasil: a importância estratégica das ações governamentais. Cien Saude Colet [Internet]. 2014;19(2):539-52. https://doi.org/10.1590/1413-81232014192.19802012 DOI: https://doi.org/10.1590/1413-81232014192.19802012

Marsiglia RMG, Silveira C, Carneiro Junior N. Políticas sociais: desigualdade, universalidade e focalização na saúde no Brasil. Saúde Soc 2008;14(2):69-76. https://doi.org/10.1590/S0104-12902005000200008 DOI: https://doi.org/10.1590/S0104-12902005000200008

Schraiber LB, Gomes R, Couto MT. Homens e saúde na pauta da Saúde Coletiva. Ciên Saúde Colet 2005;10(1):7-17. https://doi.org/10.1590/S1413-81232005000100002 DOI: https://doi.org/10.1590/S1413-81232005000100002

Tejada CAO, Ewerling F, Santos AMA, Bertoldi AD, Menezes AM. Factors associated with smoking cessation in Brazil. Cad Saúde Pública 2013;29(8):1555-64. https://doi.org/10.1590/0102-311X00120412 DOI: https://doi.org/10.1590/S0102-311X2013001200008

Meier DAP, Vannuchi MTO, Secco IAO. Abandono do tratamento do tabagismo em programa de município do norte do Paraná. Espac Saude 2011;13(1):35. https://doi.org/10.22421/15177130-2011v13n1p35

Rocha SAV, Hoepers ATC, Frode TS, Steidle LJM, Pizzichini E, Pizzichini MMM. Prevalência de tabagismo e motivos para continuar a fumar : estudo de base populacional. J Bras Pneumol 2019;45(4):e201700802019. https://doi.org/10.1590/1806-3713/e20170080 DOI: https://doi.org/10.1590/1806-3713/e20170080

Miller WR. Entrevista motivacional – preparando as pessoas para a mudança de comportamentos aditivos. 1ª ed. Porto Alegre: Artmed; 2001.

Pereira MO, Assis BCS, Gomes NMR, Alves AR, Reinaldo AMS, Beinner MA. Motivação e dificuldades para reduzir ou cessar o uso de tabaco. Rev Bras Enferm 2020;73(1):1-7. https://doi.org/10.1590/0034-7167-2018-0188 DOI: https://doi.org/10.1590/0034-7167-2018-0188

Coutinho LSB, Brun SRM, Arruda MP. A motivação como estratégia para cessação do tabagismo. Rev Bras Med Família e Comunidade 2014;9(32):242-9. https://doi.org/10.5712/rbmfc9(32)763 DOI: https://doi.org/10.5712/rbmfc9(32)763

Hashemzadeh M, Rahimi A, Zare-Farashbandi F, Alavi-Naeini A, Daei A. Transtheoretical model of health behavioral change: a systematic review. Iran J Nurs Midwifery Res 2019;24(2):83-90. https://doi.org/10.4103/ijnmr.IJNMR_94_17 DOI: https://doi.org/10.4103/ijnmr.IJNMR_94_17

Santos MDV, Santos SV, Caccia-Bava MDCGG. Prevalência de estratégias para cessação do uso do tabaco na Atenção Primária à Saúde: uma revisão integrativa. Ciênc Saúde Colet 2019;24(2):563-72. https://doi.org/10.1590/1413-81232018242.27712016 DOI: https://doi.org/10.1590/1413-81232018242.27712016

Ferreira L, Barbosa JSA, Esposti CDD, Cruz MM. Educação permanente em saúde na atenção primária: uma revisão integrativa da literatura. Saúde Debate 2019;43(120):223-39. https://doi.org/10.1590/0103-1104201912017 DOI: https://doi.org/10.1590/0103-1104201912017

Barbosa LG, Damasceno RF, Silveira DMML, Costa SM, Leite MTS. Recursos humanos e estratégia saúde da família no norte de Minas Gerais: avanços e desafios. Cad Saúde Coletiva 2019;27(3):287-94. https://doi.org/10.1590/1414-462X201900030084 DOI: https://doi.org/10.1590/1414-462x201900030084

Cardoso AS, Nascimento MC. Comunicação no Programa Saúde da Família: o agente de saúde como elo integrador entre a equipe e a comunidade. Cien Saúde Colet 2010;15(Suppl 1):1509-20. https://doi.org/10.1590/S1413-81232010000700063 DOI: https://doi.org/10.1590/S1413-81232010000700063

Maciazeki-Gomes RC, Souza CD, Baggio L, Wachs F. O trabalho do agente comunitário de saúde na perspectiva da educação popular em saúde: possibilidades e desafios. Cien Saúde Colet 2016;21(5):1637-46. https://doi.org/10.1590/1413-81232015215.17112015 DOI: https://doi.org/10.1590/1413-81232015215.17112015

Publicado

2022-10-01

Como Citar

1.
Castro R, Oliveira AS de, Rezende RM, Muniz XC, Pereira TCG, Ali LE de AA, Forechi L. Análise retrospectiva de um programa para cessação do tabagismo em município do leste mineiro: um estudo retrospectivo transversal. Rev Bras Med Fam Comunidade [Internet]. 1º de outubro de 2022 [citado 9º de dezembro de 2022];17(44):3389. Disponível em: https://rbmfc.org.br/rbmfc/article/view/3389

Edição

Seção

Artigos de Pesquisa

Plaudit