Visita Domiciliária como Componente do PSF: compreendendo as percepções dos usuários dos serviços no município de Fortaleza - CE

Adriana Bezerra Brasil de Albuquerque

Resumo


Com a implantação do Programa Saúde da Família, a visita domiciliária vem ganhando força nesta última década, apesar de ser uma atividade desenvolvida na área de Saúde Pública desde o início do século. O presente estudo tem como objetivo compreender percepções do usuário sobre a visita domiciliária como componente do Programa Saúde da Família, referente às dimensões: cuidado, humanização e integralidade. Trata-se de um estudo exploratório, de natureza qualitativa. Fundamentado na fenomenologia hermenêutica, inserindo-se na vertente crítico interpretativa dado investigar o fenômeno em estudo contrastando-o com a materialidade a que se relaciona, buscando apontar elementos para sua transformação. Para tanto, foram realizadas 21 entrevistas em profundidade com usuários que recebiam visita domiciliária e residiam nas áreas pertencentes às seis Secretarias Executivas Regionais de Saúde no Município de Fortaleza. As entrevistas gravadas e transcritas constituíram a base empírica do estudo. A análise dos depoimentos de cada informante evidenciou três eixos temáticos centrais: 1) Aspectos Relacionais da Visita Domiciliária: percepções dos usuários quanto aos aspectos relacionados à humanização do cuidado e integralidade da assistência durante a visita das equipes. Esse eixo foi dividido em três dimensões: percepção da relação profissional usuário, humanização do cuidado, o sentido da integralidade. O segundo eixo 2) Características da Visita, enfoca características da visita em relação à prioridade e operacionalização da mesma. Emergiram nesse eixo duas dimensões: freqüência/duração e seleção dos atendimentos. O terceiro e último eixo temático-Vinculação com o Serviço, levanta questões relacionadas com o serviço, enfocando aspectos funcionais e de integração da atenção com outros serviços, e desdobrando-se em três dimensões: funcionamento da unidade, equidade e integração da atenção. As considerações finais deste trabalho apontam como caminho para mudanças no paradigma da assistência domiciliária, a prática em saúde baseada na aproximação, conversação e negociação constante, entre profissionais, usuários e comunidade.


Palavras-chave


Visita Domiciliária; Humanização do Cuidado; Relação Profissional-Usuário.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.5712/rbmfc3(11)340

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Direitos autorais 2007 Adriana Bezerra Brasil de Albuquerque



 

Desenvolvido por:

Logomarca da Lepidus Tecnologia