Ser médico de (sua) família...

Autores

  • José Agostinho Santos Unidade de Saúde Familiar Lagoa, Senhora da Hora, Portugal.

DOI:

https://doi.org/10.5712/rbmfc7(24)443

Palavras-chave:

Relação Profissional-família, Relações Familiares, Adaptação Psicológica, Doente Terminal

Resumo

Poderá a relação médico-paciente somar-se a uma relação familiar, com benefício para a pessoa, em determinadas situações clínicas? Luís tem 59 anos e um filho, Abel, médico de família. Perante um quadro de perda de peso e adenomegalias, Abel percebe estar diante de um cenário clínico com elevado grau de suspeição. Relembra as mudanças comportamentais anteriores assumidas por Luís. Todas elas foram iniciadas após o aconselhamento médico pelo filho. Abel identifica o medo de Luís em iniciar qualquer investigação na sua saúde e reconhece a solidez e a confiança fornecidas pela afetividade entre pai e filho numa relação que começara de forma casual e imprevista. Ao contrário do que sempre pensara fazer, Abel assumiu-se como médico do seu próprio pai. O diagnóstico viria a revelar um adenocarcinoma gástrico. O impacto da transmissão das más noticias e do sofrimento na pessoa pôde ser atenuado por  ter sido realizado pelo filho médico.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Métricas

Carregando Métricas ...

Referências

Puma JL, Stocking CB, Voie DL, Darling CA. When physicians treat members of their own families. N Engl J Med. 1991; 1290-94. http://dx.doi.org/10.1056/NEJM199110313251806 DOI: https://doi.org/10.1056/NEJM199110313251806

Eastwood GL. When relatives and friends ask physicians for medical advice: ethical, legal and practical considerations. J Gen Intern Med. 2009; 24(12): 1333-5. http://dx.doi.org/10.1007/s11606-009-1127-1 DOI: https://doi.org/10.1007/s11606-009-1127-1

Carroll RJ, Tulsky J, Schuchman M, Snyder L. Should doctors treat their relatives? Ethics case study #21. ACP-ASIM Observer. 1999 [acesso 2011 30 Nov]. Disponível em: http://www.acpinternist.org/archives/1999/01/relative.htm

Hill H, Hill M. When your mother wants a script: the ethics of treating family members. Journal of the American Academy of Physician Assistants. 2011; 24(2): 59-60 DOI: https://doi.org/10.1097/01720610-201102000-00012

Snyder L, Leffler C; Ethics and Human Rights Committee, American College of Physicians. Ethics Manuel: fifth edition. Ann Intern Med. 2005; 142(7): 560-82 DOI: https://doi.org/10.7326/0003-4819-142-7-200504050-00014

AMA Council on Ethical and Judicial Affairs. Code of Medical Ethics. Opinion 8.19. American Medical Association Press. 2010. [acesso 2011 30 Nov]. Disponível em: http://www.ama-assn.org/ama/pub/physician-resources/medical-ethics/code-medical-ethics/opinion819.page?

CRMPR, CFM. Novo código de ética médica. Diário Oficial da União; Poder Executivo. 2009. Seção I: 90-2

Chen FM, Feudtner C, Rhodes LA, Green LA. Role conflicts of physicians and their family members: rules but no rulebook. West J Med. 2011. 175: 236-9. http://dx.doi.org/10.1136/ewjm.175.4.236 DOI: https://doi.org/10.1136/ewjm.175.4.236

Krall EJ. Doctors who doctor self, family and colleagues. Wisconsin Medical Journal. 2008; 107(6): 279-84

Latessa R, Ray L. Should you treat yourself, family and friends?. Family Practice Management. 2005; 41-44

Puma JL, Priest ER. Is there a doctor in the house? An analysis of the practice of physicians’treating their own families. JAMA. 1992; 267: 1810-2. http://dx.doi.org/10.1001/jama.1992.03480130126037 DOI: https://doi.org/10.1001/jama.1992.03480130126037

Ngo-Metzger Q, August KJ, Srinivasan M, Liao S, Meyskens FL. End-of-life care: guidelines for patient-centered communication. Am Fam Physician. 2008; 77(2): 167-74

Downloads

Publicado

2012-10-17

Como Citar

1.
Santos JA. Ser médico de (sua) família. Rev Bras Med Fam Comunidade [Internet]. 17º de outubro de 2012 [citado 30º de novembro de 2021];7(24):191-5. Disponível em: https://rbmfc.org.br/rbmfc/article/view/443

Edição

Seção

Casos Clínicos