Leishmaniose Tegumentar Americana: terapêutica com Fluconazol

Vicente Lopes Monte Neto, Mirella Maia Soares Véras

Resumo


O tratamento da Leishmaniose Tegumentar Americana (LTA) se constitui em um desafio à saúde pública, devido a diversos fatores, dentre eles: a dificuldade de acesso às regiões florestais, a via de administração da droga de primeira escolha ser exclusivamente parenteral e a necessidade de monitoramento de seus efeitos adversos. Este estudo relata três casos de LTA tratados com Fluconazol. Utilizou-se esse medicamento pelos seguintes motivos: existência de alguma contra-indicação, efeitos adversos e resposta parcial ou inexistente ao uso do Antimoniato. Verificou-se a completa reepitelização da lesão nos três casos. Sabe-se, no entanto, da necessidade de estudos clínicos posteriores mais abrangentes, tendo um grupo controle, para confirmação dos resultados aqui obtidos.


Palavras-chave


Leishmaniose Americana; Fluconazol / uso terapêutico

Texto completo:

PDF/A


DOI: https://doi.org/10.5712/rbmfc2(7)58

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Direitos autorais 2006 Vicente Lopes Monte Neto, Mirella Maia Soares Véras



 

Desenvolvido por:

Logomarca da Lepidus Tecnologia