O perfil socioeconômico do idoso que pratica yoga

Eliana Serra da Silveira, Vera Lúcia Cardoso, Rafaela Sanches de Oliveira

Resumo


Introdução: O Yoga é uma prática de atividade física cada vem ganhando cada vez mais adeptos, principalmente na população idosa. Os estudos que apontam os benefícios desta prática nesta população ainda são escassos. E faz necessário conhecer o perfil dos idosos que realizam esta modalidade para melhor desenvolver sua prática. Objetivo: Traçar um perfil socioeconômico dos idosos praticantes de Yoga. Método: Trata-se de um estudo transversal descritivo, no qual foram entrevistados 20 idosos praticantes de Yoga semanalmente há mais de 6 meses em uma academia da Cidade de São Paulo. O questionário de caracterização foi desenvolvido pelas autoras do estudo e apresentava perguntas referentes a sexo, idade, renda mensal, com quem reside, uso de medicamentos diários, presença de tabagismo e etilismo. Resultados: Os resultados mostraram que a faixa etária predominante na amostra foi de 70 a 75 anos (50%), com média de idade de 72 anos, 60% eram do sexo feminino e 40% do sexo masculino, Em relação ao estado civil, 50% eram casados, 35% eram divorciados e 15% viúvos. Residem com o cônjuge 50% da amostra e 25% com filhos e os 25% restantes moram só. A renda mensal média foi de 1.440 reais, o que caracteriza um valor superior a 2 salários mínimos. As respostas observadas variaram de 700 a 3.500 reais.  Quanto ao uso de medicamentos, 45% afirmam fazer uso diariamente de pelo menos um medicamento e 55% não fazem uso de medicamentos contínuos. Em relação aos hábitos como tabagismo e etilismo, nenhum paciente entrevistado relatou fazer uso de tais substâncias, nem mesmo esporadicamente. Conclusão: Os achados indicam que entre os idosos praticantes de Yoga encontramos uma maior freqüência do sexo feminino, com maior renda mensal, hábitos de vida mais saudáveis e menor uso de medicamentos contínuos levando em consideração a faixa etária elevada. Sugerimos a continuidade deste estudo com um maior número amostral e a comparação de seus resultados com o observado nos idosos da comunidade.


Palavras-chave


Idoso; Atividade Motora; Prevenção Primária; Fatores Socioeconômicos

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.5712/rbmfc7(1)610

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Direitos autorais 2014 Revista Brasileira de Medicina de Família e Comunidade



 

Desenvolvido por:

Logomarca da Lepidus Tecnologia