Validade e confiabilidade da “Escala de Atencão Plena e Consciência” (MAAS) e “Questionário das Cinco Facetas de Mindfulness” (FFMQ) entre profissionais da Atenção Primária à Saúde

Ana Cristina Melo Atanes, Víviam Vargas de Barros, Telmo Ronzani, Luiz Bernardo Leonelli, Elisa Harumi Kozasa, Solange Andreoni, Marcelo Marcos Piva Demarzo

Resumo


Introdução: Há crescente interesse em correlacionar níveis de consciência e bem estar através de programas que unam práticas contemplativas, e vem sido evidenciado redução de afeto negativo e aumento da habilidade autoregulativa, por meio do acréscimo de capacidade metacognitiva (mindfulness). Objetivo: O objetivo deste estudo é avaliar a validade e confiabilidade de duas escalas que mensuram mindfulness e as suas inter-relações com variáveis sócio demográficas e de bem estar subjetivo junto a profissionais da atenção primária à saúde (APS). Método: Para a validade de constructo utilizar-se-á uma validade convergente (escala de bem-estar subjetivo - EBES), e para a consistência interna será utilizado cálculo alfa de Cronbach. Correlacionaremos os resultados de duas partes da MAAS na fidedignidade split-half, com índice Kappa. Também com o intuito de reforçar o poder de confiabilidade do estudo, será utilizado o sistema de “teste – reteste” aplicando-se novamente tanto os instrumentos que medem Mindfulness (FMMQ e MAAS) como a EBES. Será adotado como nível de significância de 5% em todos os testes estatísticos (?=0,05). Resultados parciais: Incluímos até o momento 449 sujeitos de equipes mínimas de APS (médicos, enfermeiras, auxiliares, agentes comunitários de saúde) das unidades do território Aricanduva/Sapobemba/São Mateus, do Programa de Atenção Básica e Saúde da Família. Resultados esperados e conclusões: Estima-se avaliar as propriedades psicrométricas das escalas originais quando utilizadas em profissionais de APS e contribuir para a maior compreensão sobre o nível de mindfulness destes profissionais, bem como suas implicações para a redução de casos de esgotamento profissional.


Palavras-chave


Esgotamento Profissional; Atenção Primária à Saúde; APS; Escalas

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.5712/rbmfc7(1)642

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Direitos autorais 2012 Ana Cristina Melo Atanes, Víviam Vargas de Barros, Telmo Ronzani, Luiz Bernardo Leonelli, Elisa Harumi Kozasa, Solange Andreoni, Marcelo Marcos Piva Demarzo

URL da licença: https://creativecommons.org/licenses/by-nc/3.0/br/

 

Desenvolvido por:

Logomarca da Lepidus Tecnologia