Avaliação do controle da asma em pacientes acompanhados em dois ambulatórios de pneumologia vinculados à Estratégia Saúde da Família em Tubarão, Santa Catarina, Brasil

  • Daniel de Andrade Hygidio Universidade do Sul de Santa Catarina (UNISUL). Tubarão, SC
  • Jane da Silva Universidade do Sul de Santa Catarina (UNISUL). Florianópolis, SC
  • Sérgio Silveira Universidade do Sul de Santa Catarina (UNISUL). Tubarão, SC
  • Beatriz Camisão Schwinden Universidade do Sul de Santa Catarina (UNISUL). Tubarão, SC
Palavras-chave: Asma, Prevenção e Controle, Questionários

Resumo

Introdução: A asma é uma doença crônica debilitante, que pode gerar restrições diretamente ligadas a um mau controle da doença. O controle da asma pode ser avaliado por instrumentos padronizados. Objetivo: Determinar o controle da asma por meio do Questionário de Controle da Asma (QCA) e do Teste de Controle da Asma (TCA) e a classificação de acordo com as Diretrizes para o Manejo da Asma, de 2012. Métodos: Estudo observacional transversal com pacientes atendidos em ambulatórios de referência vinculados à Estratégia Saúde da Família em Tubarão-SC. A população foi composta por todos os pacientes asmáticos adultos que recorreram a consultas médicas durante o período de janeiro a novembro de 2010. Os dados foram compilados em uma planilha Excel e analisados pelo programa INSTAT 3. Foi realizada análise descritiva e aplicado teste quiquadrado para verificar associação entre respostas do TCA e QCA. Resultados: Foram avaliados 49 pacientes, tendo, a maioria deles, asma intermitente ou persistente leve (51%). Na avaliação do controle da asma o TCA mostrou que 69,3% dos pacientes não estavam controlados. Em relação ao QCA, foram considerados fora do alvo 75,5% dos pacientes. Houve associação significativa entre o TCA e QCA (p<0,05). Quanto às Diretrizes para o Manejo da Asma, 2012, 57,14% dos pacientes foram considerados não controlados; 30,6% estavam parcialmente controlados; e 12,2%, controlados. Conclusão: Os asmáticos estavam, em sua maioria, não controlados. Torna-se necessário identificar os fatores ligados ao descontrole e buscar estratégias, visando melhorar os escores para redução da morbimortalidade associada à asma.

Métricas

Carregando Métricas ...

Biografia do Autor

Daniel de Andrade Hygidio, Universidade do Sul de Santa Catarina (UNISUL). Tubarão, SC
Estudante do sexto ano do curso de graduação em Medicina.
Jane da Silva, Universidade do Sul de Santa Catarina (UNISUL). Florianópolis, SC

Professora horista na Universidade do Sul de Santa Catarina. Possuo doutorado em Medicina e pós-doutorado na Universidade de Liège, Bélgica. Graduada em Medicina pela Universidade Federal de Santa Catarina. Tenho experiência na área de Medicina, com ênfase em Alergologia, atuando principalmente nos seguintes temas: asma, rinite e atopia

http://lattes.cnpq.br/3465166202762130

Sérgio Silveira, Universidade do Sul de Santa Catarina (UNISUL). Tubarão, SC

Estudante do sexto ano do curso de graduação em Medicina da Universidade do Sul de Santa Catarina.

http://lattes.cnpq.br/3386097712570684

 

Beatriz Camisão Schwinden, Universidade do Sul de Santa Catarina (UNISUL). Tubarão, SC

Estudante do quinto ano do curso de graduação em Medicina da Universidade do Sul de Santa Catarina.

http://lattes.cnpq.br/3851610061012866

Referências

Silva J, Oliveira F. Asma como diagnosticar e tratar. RBM. ed. especial 2012 Dec; 69(12): 83-96. [Internet]. Disponível em: http://www.moreirajr.com.br/revistas.asp?fase=r003&id_materia=529.

Global Initiative for Asthma. Guidelines: GINA report, Global Strategy for Asthma Management and Prevention, 2012 [online] 110p. [acesso em 2013 mar]. Disponível em: http://www.ginasthma.org/local/themes/gina/images/document-download-text.png

Brasil. Ministério da Saúde do Brasil. Departamento de Informática do SUS [online]. Brasília: DATASUS [acesso em 2013 mar]. Morbidade hospitalar do SUS – por local de internação – Brasil. Disponível em: http://tabnet.datasus.gov.br/cgi/tabcgi.exe?sih/cnv/miuf.def

Juniper EF. Assessing asthma quality of life: its role in clinical practice. Breathe. 2005; 1(3): 192-205.

Sociedade Brasileira de Pneumologia e Tisiologia. Diretrizes da Sociedade Brasileira de Pneumologia e Tisiologia para o Manejo da Asma. J Bras Pneumol. 2012; 38(Supl. 1): S1-46.

Roxo JPF, Ponte EV, Ramos DCB, Pimentel L, D’Oliveira A Jr, Cruz AA. Validação do Teste de Controle da Asma em português para uso no Brasil. J Bras Pneumol. 2010; 36(2): 159-66. http://dx.doi.org/10.1590/S1806-37132010000200002

Leite M, Ponte EV, Petroni J, D’Oliveira A Jr, Pizzichini E, Cruz A. Avaliação do Questionário de Controle da Asma validado para uso no Brasil. J Bras Pneumol. 2008; 34(10): 756-63. http://dx.doi.org/10.1590/S1806-37132008001000002

Liu A, Gilesenan A, Stanford R, Lincourt W, Ziemiecki W, Ortega H. Status of Asthma Control in Pediatric Primary Care: Results From the Pediatric Asthma Control Characteristics and Prevalence Survey Study. J. Pediatr. 2010; 157(2): 276-81. http://dx.doi.org/10.1016/j.jpeds.2010.02.017

Zhou X, Ding FM, Lin JT, Yin KS. Validity of Asthma Control Test for Asthma Control Assessment in Chinese Primary Care Settings. Chest. 2009; 135(4): 904-10. http://dx.doi.org/10.1378/chest.08-0967

Ribeiro MCSA, Barata RB, Almeida MF, Silva ZP. Perfil sociodemográfico e padrão de utilização de serviços de saúde para usuários e não-usuários do SUS - PNAD 2003. Ciênc Saúde Coletiva. 2006; 11(4) 1011-22.

Weitzman M, Gortmaker SL, Sobol AM, Perrin JM. Recent trends in the prevalenceand severity of childhood asthma. JAMA. 1992; (268): 2673-7. http://dx.doi.org/10.1001/jama.1992.03490190073034

Garcia-Marcos L, Quiros AB, Hernandez GG. Stabilization of asthma prevalence among adolescents and increase among schoolchildren (ISAAC phases I and III) in Spain. Allergy. 2004; (59): 1301-7. http://dx.doi.org/10.1111/j.1398-9995.2004.00562.x

Braun-Fahrlander C, Gassner M, Grize L. No further increase in asthma, hay fever and atopic sensitisation in adolescents living in Switzerland. Eur Respir J. 2004; (23): 407-13. http://dx.doi.org/10.1183/09031936.04.00074004

Beasley R, Keil U, Mutius E, Pearce N. Worldwide variation in prevalence of symptoms of asthma, allergic rhinoconjuntivitis, and atopic eczema: ISAAC. The International Study of Asthma and Allergies in Childhood (ISAAC) Steering Committee. Lancet. 1998; (351): 1225-32. http://dx.doi.org/10.1016/S0140-6736(97)07302-9

Stirbulov R. IV Diretrizes Brasileiras para o Manejo da Asma. J Bras Pneumol. 2006; 32 (7): 447-74.

Pizzichini E. Defining asthma control: time to look for new definitions? J Bras Pneumol. [online]. 2007; 33(6) Dez. http://dx.doi.org/10.1590/S1806-37132007000600002

Rabe KF, Adachi M, Lai CK, Soriano JB, Vermeire PA, Weiss KB, et al. Worldwide severity and control of asthma in children and adults: the global asthma insights and reality surveys. J Allergy Clin Immunol. 2004; 114(1): 40-7. http://dx.doi.org/10.1016/j.jaci.2004.04.042

Neffen H, Fritscher C, Schacht FC, Levy G, Chiarella P, Soriano JB, Mechali D, et al. Asthma control in Latin America: The Asthma Insights and Reality in Latin America (AIRLA) survey. Rev Panam Saúde Publica. 2005; 17(3): 191-7. http://dx.doi.org/10.1590/S1020-49892005000300007

Alfradique ME, Bonolo PF, Dourado I, Lima-Costa MF, Macinko J, Mendonça CS, Oliveira VB, et al. Internações por condições sensíveis à atenção primária: a construção da lista brasileira como ferramenta para medir o desempenho do sistema de saúde (Projeto ICSAP – Brasil). Cad. Saúde Pública. 2009; 25(6): 1337-1349. http://dx.doi.org/10.1590/S0102-311X2009000600016

Publicado
2013-11-25
Como Citar
Hygidio, D. de A., Silva, J. da, Silveira, S., & Schwinden, B. C. (2013). Avaliação do controle da asma em pacientes acompanhados em dois ambulatórios de pneumologia vinculados à Estratégia Saúde da Família em Tubarão, Santa Catarina, Brasil. Revista Brasileira De Medicina De Família E Comunidade, 9(30), 31-37. https://doi.org/10.5712/rbmfc9(30)737
Seção
Artigos de Pesquisa