Avaliação do Programa de intervenção preventiva Sexualidade e Adolescência, com jovens estudantes da periferia do município de Campinas (SP)

  • Osmar Ferreira Rangel Neto
  • Solange L'abbate
Palavras-chave: Sexualidade, Adolescente, Vulnerabilidade, Avaliação de Programas, Projetos de Saúde

Resumo

A questão da sexualidade na adolescência é um desafio para a saúde pública, havendo necessidade de desenvolvimento de programas mais efetivos. Para tanto, deve-se compreender a dimensão sociocultural do tema, observando a especificidade dos diferentes contextos nos quais os jovens estão inseridos e que os têm tornado vulneráveis. O programa contou com a participação de 23 estudantes de medicina, três profissionais da Unidade Básica de Saúde local e 170 estudantes de uma escola da periferia. Foi utilizada a metodologia da pesquisa-ação, incluindo como estratégia de trabalho oficinas, entendidas como espaço de aprendizagem compartilhada. Foi realizado um processo de avaliação com objetivo de avaliar o impacto e a efetividade da intervenção. Os resultados mostram que os jovens aprovaram o projeto porque se identificaram como peças fundamentais para a construção do seu conhecimento, compreendendo que o exercício da sexualidade de maneira consciente é um passo fundamental nesta fase e reconhecendo-se, portanto, como sujeitos da própria vida.

Métricas

Carregando Métricas ...
Publicado
2007-11-17
Como Citar
Rangel Neto, O. F., & L’abbate, S. (2007). Avaliação do Programa de intervenção preventiva Sexualidade e Adolescência, com jovens estudantes da periferia do município de Campinas (SP). Revista Brasileira De Medicina De Família E Comunidade, 3(9), 4-12. https://doi.org/10.5712/rbmfc3(9)77
Seção
Artigos de Pesquisa