Intervenção na adesão ao tratamento de doenças crônicas tendo como modelo um paciente adolescente HIV positivo

  • Larissa Matsumoto
  • Júlia Andrade de Oliveira
  • Camila Aparecida Moma
  • Telma Kenshima
  • Marília Martins Corrêa
  • Gustavo Tenório Cunha
Palavras-chave: Aderência, Terapêutica, Doença Crônica, HIV, SIDA, AIDS

Resumo

A clínica ampliada visa à abordagem integral do paciente, baseando-se na intersetorialidade, no acompanhamento longitudinal e no apoio matricial. No caso de doenças crônicas, é fundamental a formação de vínculo e construção do projeto terapêutico singular, possibilitando maior adesão ao tratamento. O objetivo do presente estudo é, por meio da discussão do caso clínico de um adolescente HIV positivo não-aderente ao tratamento, propor intervenções que possam ser usadas como exemplo na condução de casos semelhantes. A equipe da UBS selecionou um caso complexo em que mãe e filho adolescente, HIV positivos, não aderiram de forma adequada ao tratamento. A fim de entender seu contexto familiar e social, e iniciar possíveis intervenções, foram realizadas visitas domiciliares e comunicação entre os diversos níveis de atendimento, o que propiciou a articulação entre os serviços e melhor identificação das demandas familiares. Na abordagem do paciente, deve-se considerar tanto seu aspecto biológico quanto seu contexto sociocultural, a fim de possibilitar um atendimento individualizado, de forma a oferecer melhor qualidade de vida e maior adesão ao tratamento.

Metrics

Carregando Métricas ...
Publicado
2007-11-17
Como Citar
Matsumoto, L., Oliveira, J. A. de, Moma, C. A., Kenshima, T., Corrêa, M. M., & Cunha, G. T. (2007). Intervenção na adesão ao tratamento de doenças crônicas tendo como modelo um paciente adolescente HIV positivo. Revista Brasileira De Medicina De Família E Comunidade, 3(9), 53-59. https://doi.org/10.5712/rbmfc3(9)83
Seção
Relatos de Experiência