Repercussões da implantação do Programa Saúde da Família no município de Araraquara: impactos e perspectivas

Autores

  • Augustus Tadeu Relo de Mattos
  • Maria do Carmo Gullaci Guimarães Caccia Bava

DOI:

https://doi.org/10.5712/rbmfc1(1)11

Palavras-chave:

Programa Saúde Família, Indicadores, Avaliação

Resumo

Este estudo objetiva avaliar os desdobramentos da implantação do Programa Saúde da Família no município de Araraquara. Utilizamos fontes primárias (questionários com perguntas semi-abertas aos coordenadores das equipes) levantando as dificuldades e potencialidades; e os impactos dessa estratégia em 5 indicadores da Atenção Básica: coeficientes de mortalidade infantil; mortalidade neonatal; taxa de internação por complicações do Diabetes ; taxa de internações psiquiátricas e internações por todas as causas. Os resultados obtidos nas unidades do Programa Saúde da Família foram comparados aos indicadores do município, nos anos de 1999 (período pré-implantação) até 2002. Os indicadores apontaram expressivas melhorias na saúde da população após a implantação do programa representando concretamente uma alternativa eficaz para reorientação da assistência básica à saúde. As capacidades deste modelo foram reconhecidas pelos membros das equipes. As dificuldades levantadas merecem cuidadoso investimento pelo gestor municipal, e participação ativa das equipes e usuários para sua superação e aprimoramento dessa estratégia.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Métricas

Carregando Métricas ...

Downloads

Publicado

2004-11-17

Como Citar

1.
Mattos ATR de, Bava M do CGGC. Repercussões da implantação do Programa Saúde da Família no município de Araraquara: impactos e perspectivas. Rev Bras Med Fam Comunidade [Internet]. 17º de novembro de 2004 [citado 24º de maio de 2022];1(1):36-44. Disponível em: https://rbmfc.org.br/rbmfc/article/view/11

Edição

Seção

Artigos de Pesquisa

Artigos Semelhantes

Você também pode iniciar uma pesquisa avançada por similaridade para este artigo.