Identidade pela fotografia: construção e resgate da identidade na Comunidade Novo Aarão Reis

Laís de Paula Fiuza Costa, Rodrigo Viana de Ávila

Resumo


Este artigo relata uma experiência inovadora de montagem expositiva itinerante de fotografias, que foi realizada no Centro de Saúde da Comunidade do Novo Aarão Reis, Município de Belo Horizonte, em Minas Gerais. Tem como objetivo apresentar uma forma de construção, resgate e manutenção da memória, história e identidade dos moradores da comunidade, na medida em que transforma a percepção dos moradores sobre si mesmos e sobre o mundo que os cerca. Ainda, expõe estes moradores a outros de outras localidades da imensa “aldeia global”, fazendo surgir, sobre a coletividade, a percepção e a legitimidade de pertencer ao Novo Aarão Reis, não só de maneira física, mas também imaginativamente na perspectiva do simplesmente ser e pertencer.

Palavras-chave


Saúde da Família; Fotografia; Identidade; Participação Comunitária; Promoção da Saúde

Texto completo:

PDF/A

Referências


Bauman Z. Identidade: Entrevista a Benedetto Vecchi. Rio de Janeiro: Zahar; 2005.

Forrester V. O Horror Econômico. São Paulo: Unesp; 1997.

Colker F. Retrato, Fotografia e Identidade. 2009. [Internet]. [acesso em 2011 Abr 20]. Disponível em: http://www.olhave.com.br/blog/wp-content/uploads/2009/12/Retrato-Fotografia-e-Identidade.pdf.

Borges MEL. História e fotografia. Belo Horizonte: Autentica; 2003.

Hall S. A identidade cultural na pós-modernidade. Rio de Janeiro: DP&A; 2006.

Delgado LAN. História Oral, Memória, Tempo, Identidade. Belo Horizonte: Autentica; 2006.




DOI: https://doi.org/10.5712/rbmfc6(20)314

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Direitos autorais 2014 Revista Brasileira de Medicina de Família e Comunidade



 

Desenvolvido por:

Logomarca da Lepidus Tecnologia