A experiência de um grupo de saúde mental para adolescentes na Atenção Primária à Saúde

Autores

DOI:

https://doi.org/10.5712/rbmfc18(45)3812

Palavras-chave:

Saúde mental, Adolescentes, Pandemias.

Resumo

Problema: Os transtornos mentais estão cada vez mais prevalentes entre os adolescentes, principalmente após a pandemia de COVID-19. A escola é um ambiente de identificação desse sofrimento por parte de professores, orientadores e outros colegas. Identificou-se, por meio do Programa Saúde na Escola, a necessidade de intervenção na promoção da saúde mental de adolescentes em uma das escolas do território da Unidade Básica de Saúde (UBS) 1 Candangolândia. Foi construída uma intervenção interprofissional que ocorreu durante o ano letivo, descrita neste artigo. Método: Trata-se de um relato da experiência de profissionais de uma UBS do Distrito Federal na realização de um grupo de saúde mental para adolescentes em uma escola pública. Resultados: O grupo foi elaborado com alunos do 6º ao 9º ano, alguns indicados pela orientadora educacional e outros com interesse de forma voluntária, com encontros semanais. Alguns dos temas trabalhados foram: ansiedade, conflitos familiares, planos para o futuro, conflitos na escola, entre outros. No decorrer do ano, notou-se que alguns estudantes se encontravam em sofrimento mental importante e, em um dos encontros, foi realizada uma triagem por meio do instrumento Patient Health Questionnaire 9 (PHQ-9). Por meio dessa ferramenta, foram identificados casos complexos que demandam acompanhamento individual e, a partir daí, foi possível convocar familiares e encaminhá-los para avaliação em suas UBS de referência. Ao fim do ano, a percepção dos profissionais envolvidos foi que o trabalho realizado no grupo surtiu efeito no comportamento dos estudantes, com diminuição das demandas levadas à orientadora e à coordenadora educacional. Entre as dificuldades, encontramos resistência no envolvimento de pais e responsáveis no plano de cuidado proposto pela equipe. Conclusão: Um espaço de escuta qualificado e interprofissional, no ambiente escolar, permitiu abordar os sentimentos dos estudantes nessa fase da vida, a autopercepção de suas limitações e qualidades, além de ter aproximado a UBS e a escola, facilitando o acesso ao cuidado em saúde.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Métricas

Carregando Métricas ...

Referências

World Health Organization. World mental health report: transforming mental health for all [Internet]. 2022 [acessado em 09 jun. 2023]. Disponível em: https://www.who.int/publications/i/item/9789240049338

Stein DJ, Palk AC, Kendler KS. What is a mental disorder? An exemplar-focused approach. Psychol Med 2021;51(6):894-901. https://doi.org/10.1017/S0033291721001185 DOI: https://doi.org/10.1017/S0033291721001185

Asen E, Tomson D, Young V, Tomson P. Ten minutes for the family. New York : Routledge; 2004. DOI: https://doi.org/10.4324/9780203408292

Meherali S, Punjani N, Louie-Poon S, Rahim KA, Das JK, Salam RA, et al. Mental health of children and adolescents amidst COVID-19 and past pandemics: a rapid systematic review. Int J Environ Res Public Health 2021;18(7):3432. https://doi.org/10.3390/ijerph18073432 DOI: https://doi.org/10.3390/ijerph18073432

Chen F, Zheng D, Liu J, Gong Y, Guan Z, Lou D. Depression and anxiety among adolescents during COVID-19: a cross-sectional study. Brain Behav Immun 2020;88:36-8. https://doi.org/10.1016/j.bbi.2020.05.061 DOI: https://doi.org/10.1016/j.bbi.2020.05.061

Wenceslau LD, Ortega F. Saúde mental na atenção primária e Saúde Mental Global: perspectivas internacionais e cenário brasileiro. Interface Comun Saúde Educ 2015;19(55):1121-32. https://doi.org/10.1590/1807-57622014.1152 DOI: https://doi.org/10.1590/1807-57622014.1152

Ivbijaro G, Funk M. No mental health without primary care. Ment Health Fam Med 2008;5(3):127-8. PMID: 22477859

Brasil. Ministério da Saúde. Gabinete do Ministro. Portaria no 154, de 24 de janeiro de 2008. Cria os Núcleos de Apoio à Saúde da Famíia–NASF [Internet]. 2008 [acessado em 11 jun. 2023]. Disponível em: https://bvsms.saude.gov.br/bvs/saudelegis/gm/2008/prt0154_24_01_2008.html

Daltro MR, de Faria AA. Relato de experiência: uma narrativa científica na pós-modernidade. Estud Pesqui Psicol 2019;19(1):223-37 DOI: https://doi.org/10.12957/epp.2019.43015

Kroenke K, Spitzer RL, Williams JB. The PHQ-9: validity of a brief depression severity measure. J Gen Intern Med 2001;16(9):606-13. https://doi.org/10.1046/j.1525-1497.2001.016009606.x DOI: https://doi.org/10.1046/j.1525-1497.2001.016009606.x

Downloads

Publicado

2023-12-05

Como Citar

1.
Landim ID de SP, Tannure RAP, Reigada CL de L. A experiência de um grupo de saúde mental para adolescentes na Atenção Primária à Saúde. Rev Bras Med Fam Comunidade [Internet]. 5º de dezembro de 2023 [citado 20º de fevereiro de 2024];18(45):3812. Disponível em: https://rbmfc.org.br/rbmfc/article/view/3812

Edição

Seção

Especial Residência Médica

Plaudit