O programa teórico da residência em Medicina de Família e Comunidade do Serviço de Saúde Comunitária do Grupo Hospitalar Conceição, Porto Alegre, RS

  • Rodrigo Caprio Leite de Castro Serviço de Saúde Comunitária do Grupo Hospitalar Conceição (SSC/GHC), Porto Alegre, RS. Departamento de Medicina Social da Faculdade de Medicina da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (DMS/FAMED/UFRGS).
  • Margarita Luz Marina Silva Diercks Serviço de Saúde Comunitária do Grupo Hospitalar Conceição, Porto Alegre, RS.
  • Felipe Anselmi Corrêa Serviço de Saúde Comunitária do Grupo Hospitalar Conceição, Porto Alegre, RS.
  • Ney Bragança Gyrão Serviço de Saúde Comunitária do Grupo Hospitalar Conceição, Porto Alegre, RS.
  • Renata Pekelman Serviço de Saúde Comunitária do Grupo Hospitalar Conceição, Porto Alegre, RS.
  • Roberto Nunes Umpierre Serviço de Saúde Comunitária do Grupo Hospitalar Conceição (SSC/GHC), Porto Alegre, RS. Departamento de Medicina Social da Faculdade de Medicina da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (DMS/FAMED/UFRGS).
Palavras-chave: Medicina de Família e Comunidade, Desenvolvimento de Pessoal, Educação Médica

Resumo

A Sociedade Brasileira de Medicina de Família e Comunidade, baseando-se nas resoluções da Comissão Nacional de Residência Médica, recomenda que os Programas de Residência Médica em Medicina de Família e Comunidade (PRMMFC) dediquem de 10% a 20% de sua carga horária ao desenvolvimento de atividades teóricas. Destaca ainda que, para a elaboração do processo pedagógico dessas atividades, deve ser considerada a forma de aprendizado dos adultos, que é produzida com base nos problemas enfrentados no dia a dia. O Programa de Residência Médica em Medicina de Família e Comunidade do Serviço de Saúde Comunitária do Grupo Hospitalar Conceição (PRMMFC do SSC/GHC) tem por objetivo formar médicos para a Atenção Primária à Saúde, qualificados e resolutivos, com uma prática integradora e continuada, em equipe multidisciplinar, inserida nas comunidades sob seus cuidados. O presente artigo apresenta o Programa Teórico de Núcleo (PTN) do PRMMFC do SSC/GHC, que é a parte do Programa Teórico desta residência responsável pela formação dos aspectos específicos da Medicina de Família e Comunidade. Este relato tem como objetivo contribuir com a práxis metodológica das atividades teóricas dos PRMMFC no Brasil. São apresentados, inicialmente, o Serviço de Saúde Comunitária do Grupo Hospitalar Conceição, o PRMMFC do SSC/GHC e o Programa Teórico do PRMMFC do SSC/GHC. Em seguida, o PTN é relatado por meio dos seus quatro elementos constituintes: o eixo norteador, os eixos temáticos e os seus respectivos conteúdos, o processo pedagógico e a avaliação.

Métricas

Carregando Métricas ...

Biografia do Autor

Rodrigo Caprio Leite de Castro, Serviço de Saúde Comunitária do Grupo Hospitalar Conceição (SSC/GHC), Porto Alegre, RS. Departamento de Medicina Social da Faculdade de Medicina da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (DMS/FAMED/UFRGS).

Médico de Família e Comunidade. Preceptor do Programa de Residência Médica em Medicina de Família e Comunidade do Serviço de Saúde Comunitária do Grupo Hospitalar Conceição (SSC/GHC), em Porto Alegre, RS.

Professor de Medicina de Família e Comunidade do Departamento de Medicina Social da Faculdade de Medicina da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (DMS/FAMED/UFRGS).

Margarita Luz Marina Silva Diercks, Serviço de Saúde Comunitária do Grupo Hospitalar Conceição, Porto Alegre, RS.
Médica de Família e Comunidade. Preceptora do Programa de Residência Médica em Medicina de Família e Comunidade do Serviço de Saúde Comunitária do Grupo Hospitalar Conceição (SSC/GHC), em Porto Alegre, RS.
Felipe Anselmi Corrêa, Serviço de Saúde Comunitária do Grupo Hospitalar Conceição, Porto Alegre, RS.
Médico de Família e Comunidade. Preceptor do Programa de Residência Médica em Medicina de Família e Comunidade do Serviço de Saúde Comunitária do Grupo Hospitalar Conceição (SSC/GHC), em Porto Alegre, RS.
Ney Bragança Gyrão, Serviço de Saúde Comunitária do Grupo Hospitalar Conceição, Porto Alegre, RS.
Médico de Família e Comunidade. Preceptor do Programa de Residência Médica em Medicina de Família e Comunidade do Serviço de Saúde Comunitária do Grupo Hospitalar Conceição (SSC/GHC), em Porto Alegre, RS.
Renata Pekelman, Serviço de Saúde Comunitária do Grupo Hospitalar Conceição, Porto Alegre, RS.
Médica de Família e Comunidade. Preceptora do Programa de Residência Médica em Medicina de Família e Comunidade do Serviço de Saúde Comunitária do Grupo Hospitalar Conceição (SSC/GHC), em Porto Alegre, RS.
Roberto Nunes Umpierre, Serviço de Saúde Comunitária do Grupo Hospitalar Conceição (SSC/GHC), Porto Alegre, RS. Departamento de Medicina Social da Faculdade de Medicina da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (DMS/FAMED/UFRGS).

Médico de Família e Comunidade. Preceptor do Programa de Residência Médica em Medicina de Família e Comunidade do Serviço de Saúde Comunitária do Grupo Hospitalar Conceição (SSC/GHC), em Porto Alegre, RS.

Professor de Medicina de Família e Comunidade do Departamento de Medicina Social da Faculdade de Medicina da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (DMS/FAMED/UFRGS).

Referências

Ministério da Saúde (BR). Saúde da família: uma estratégia para a reorientação do modelo assistencial. Brasília: Ministério da Saúde; 1998.

Sala de apoio à gestão estratégica (SAGE). Equipes da Saúde da Família [Internet]. Brasília: Ministério da Saúde; 2014 [acesso em 2014 Apr 23]. Disponível em: http://189.28.128.178/sage/.

Anderson MIP, Castro Filho ED, Rodrigues RD, Dalla MDB, Bourget MMM. Bases para expansão e desenvolvimento adequado de programas de Residência em Medicina de Família e Comunidade. Rev Bras Med Fam Comunidade [Internet]. 2007 [acesso em 2014 Apr 23];3(11):180-98. Disponível em: http://www.rbmfc.org.br/rbmfc/article/view/337.

Anderson MIP, Rodrigues RD. Formação de especialistas em Medicina de Família e Comunidade no Brasil: dilemas e perspectivas. Rev Bras Med Fam Comunidade [Internet]. 2011 [acesso em 2014 Apr 23];6(18):19-20. Disponível em: http://dx.doi.org/10.5327/Z1809-59092011001800005.

Ministério da Educação (BR). Comissão Nacional de Residência Médica (CNRM). Resolução 02/2006, de 17 de maio de 2006. Dispõe sobre requisitos mínimos dos Programas de Residência Médica e dá outras providências. Diário Oficial da União. 2006 May 19;95 Seção 1:23-36. Disponível em: http://portal.mec.gov.br/dmdocuments/resolucao02_2006.pdf.

Grupo Hospitalar Conceição, Hospital Nossa Senhora da Conceição, Serviço de Saúde Comunitária. Programa de Residência Médica em Medicina de Família e Comunidade. Porto Alegre: Grupo Hospitalar Conceição; 2013.

Campos GSW. Subjetividade e administração de pessoal: considerações sobre modos de gerenciar trabalho em equipe de saúde. In: Onoko R, Merhy E, editors. Agir em Saúde: um desafio para o público. São Paulo: Hucitec; Buenos Aires: Lugar Editoral; 1997.

Diercks MS, Pekelman R, Medeiros RHA, Silveira LR, Torres AA, Wilhelms DM, et al. O currículo integrado como estratégia de formação teórica em atenção primária à saúde para residentes dos programas de saúde da família e comunidade. In: Fajardo A, Rocha C, Pasini V, editors. Residências em Saúde: fazeres e saberes na formação em saúde. Porto Alegre: Editora do Hospital Nossa Senhora da Conceição; 2010. p. 173-190. Disponível em: http://escola.ghc.com.br/images/Publicacao/residenciaemsaude.pdf

Stewart M, Brown JB, Weston WW, McWhinney IR, McWilliam CL, Freeman TR. Medicina centrada na pessoa: transformando o método clínico. 2a ed. Porto Alegre: Artmed; 2010.

Neher JO, Stevens NG. The one-minute preceptor: shaping the teaching conversation. Fam Med. 2003;35(6):391-3.

Parrott S, Dobbie A, Chumley H, Tysinger JW. Evidence-based office teaching - the five-step microskills model of clinical teaching. Fam Med. 2006;38(3):164-7.

Mamede S, Penaforte JC. Aprendizagem baseada em problemas: características, processos e racionalidade. Fortaleza: Hucitec; 2001.

Freire P. Extensão ou comunicação? Rio de Janeiro: Paz e Terra; 1977.

Freire P. Pedagogia da autonomia: saberes necessários à prática educativa. Rio de Janeiro: Paz e Terra; 1996.

Berbel NAN. A problematização e a aprendizagem baseada em problemas: diferentes termos ou diferentes caminhos? Interface (Botucatu). 1998;2(2):139-154. Disponível em: http://dx.doi.org/10.1590/S1414-32831998000100008.

Zanotto MAC, De Rose TMS. Problematizar a própria realidade: análise de uma experiência de formação contínua. Educ Pesqui. 2003;29(1):45-54. Disponível em: http://dx.doi.org/10.1590/S1517-97022003000100004.

Publicado
2014-09-11
Como Citar
Castro, R. C. L. de, Diercks, M. L. M. S., Corrêa, F. A., Gyrão, N. B., Pekelman, R., & Umpierre, R. N. (2014). O programa teórico da residência em Medicina de Família e Comunidade do Serviço de Saúde Comunitária do Grupo Hospitalar Conceição, Porto Alegre, RS. Revista Brasileira De Medicina De Família E Comunidade, 9(33), 375-383. https://doi.org/10.5712/rbmfc9(33)855
Seção
Relatos de Experiência